Hoje foi o fim do Orkut

O Orkut acabou

Fim do Orkut

Como foi anunciado pelo Google, hoje 30 de setembro de 2014 o Orkut terminou oficialmente.

Apesar de muitos já terem anunciado seu fim, ele ainda estava funcionando, mas a partir de hoje ele realmente acabou.

O Brasil era o país com maior número de usuários ativos, no auge do Orkut era assim e atualmente ainda era o país com mais usuários.

Já a algum tempo que nem se ouvia mais falar no Orkut, o que por si só demonstra a sua perda de popularidade para outras redes sociais como o Facebook, Twitter e até mesmo a Google +.

Apesar de muitos serem contra o seu fim, era inevitável sua descontinuação. O Google desistiu do Orkut a algum tempo, principalmente depois de lançar o Google +, desde então incentivava os usuários a criar uma conta na rede social. Até mesmo deu a opção para os usuários de migrar as fotos do Orkut para o Google +.

Infelizmente nada sobrevive ao fracasso. Assim foi com o MSN, Hotmail e agora com o Orkut. É difícil se manter entre os melhores e mais populares. Hoje o Facebook é a maior rede social do mundo, porém, nada garante que isso será a realidade daqui a 10 anos, por exemplo. A inovação é primordial, a menos que não apareça outra rede social mais atraente, o risco de perder a liderança sempre será uma hipótese a levar em consideração.

 

Publicidade

Você é viciado em redes sociais?

Vício em redes sociais

Redes sociais

Nós seres humanos temos vícios de todos os tipos e se tratando de redes sociais não seria diferente. Algumas pessoas não conseguem se controlar e sem perceber ficam viciadas em redes sociais também.

Isso pode prejudicar tanto a vida social e amorosa, quanto ao seu desempenho no trabalho pode ser pior ainda.

Mas como saber se você é um viciado em redes sociais, vamos ver alguns pontos que podem dizer se você é um deles. Como parâmetro vamos utilizar o Facebook que é a maior rede social da atualidade.

  • Ao ligar seu computador, tablet, notebook ou celular, a primeira coisa que você faz é acessar o Facebook para ver se tem alguma novidade;
  • Quando está trabalhando ou fazendo alguma coisa no computador fica o tempo todo logado no Facebook para ver as novidades;
  • Curte, comenta, ou compartilha tudo o que vê pela frente;
  • Não consegue ficar muito tempo sem acessar o Facebook;
  • Ficar nervoso quando por algum motivo não pode acessar a rede social;
  • Evita ir para lugares onde não é possível ter acesso a internet;
  • Mesmo quando tem visita ou simplesmente está conversando com alguém não consegue parar de olhar para o celular que está em sua mão e conectado;
  • Fica preocupado porque o tempo está passando e ainda não publicou nada hoje.

Essas são apenas algumas atitudes de pessoas viciadas. No trabalho algumas empresas costumam proibir o acesso ou limitar por algum tempo o acesso as redes sociais, no entanto, para pessoas que sabem os limites não precisa nada disso. Apenas para os viciados mesmo.

Permitir o Uso das Redes Sociais no Trabalho, ou Não?

Image representing Facebook as depicted in Cru...

Image via CrunchBase

O uso das redes sociais já faz parte da vida das pessoas, tanto é que muitas vezes elas acabam misturando as coisas e prejudicando os afazeres do dia-a-dia e do trabalho. Ninguém tem a necessidade de ficar horas e horas navegando pelas redes sociais, mas algumas pessoas acabam viciando e ficando muito tempo apenas fazendo isso.

Hoje em dia a moda é Facebook, é mais fácil perguntar quem não tem do que perguntar quem é que tem Facebook. Mas também existem muitas outras atividades que podem tomar o tempo de uma pessoa, uma bem atraente são os vídeos do Youtube, se uma pessoa se prender a algum tipo de assunto é arriscado ficar horas assistindo a filmes.

Este tipo de situação atrapalha as atividades de uma pessoa no dia-adia e na empresa pode diminuir a produtividade do funcionário. Mas quando permitir e quando proibir o uso das redes sociais no trabalho? Proibir pode deixar os funcionários frustrados e de mal humor. Liberar geral pode prejudicar o desempenho dos funcionários e consequentemente ocasionar prejuízos para a empresa. Mas então o que fazer? Uma solução é o bloqueio temporário das redes sociais, neste caso apenas por determinado horário é possível acessar as redes sociais, no restante do horário de trabalho elas ficam bloqueadas.

A empresa precisa tomar cuidado para não prejudicar a produtividade de seus próprios funcionários ao fazer isso, talvez não seja necessário bloquear o Youtube por exemplo, pois os acessos diários são em pequena quantidade na empresa, ao bloquear este recurso o funcionário pode ficar impedido de pesquisar sobre um assunto que poderia ser importante para o seu trabalho. Outro cuidado que precisa ser tomado é na hora de bloquear as palavras que podem ser pesquisadas no Google. Pode ocorrer de uma palavra pesquisada ser bloqueada sem necessidade e assim impedir o funcionário de fazer a pesquisa.

Também existem empresas onde tudo isso é desnecessário, os funcionários sabem dos limites e a utilização das redes sociais é permitido o tempo todo, não é porque é permitido o tempo todo que eu preciso ficar o tempo todo conectado no Facebook, por exemplo.

Como é que pode uma empresa que possui página no Facebook não permitir que seus funcionários possam acessá-la?

Último Dia do MSN

MSN: é o fim      Hoje 30/04/2013 é o último dia para quem quer migrar do MSN para o Skype, no entanto a migração é obrigatória. Quem tentar utilizar o serviço após esta data não conseguirá. Fica a dúvida como será o procedimento para aqueles que não fizerem a migração até esta data.

      Para aqueles que pretendem migrar para o Skype, basta baixar a versão mais atual do Skype e entrar com o mesmo login e senha do MSN que todos os contatos serão migrados para o novo serviço.

      Muita gente está reclamando do fim do serviço, mas o MSN perdeu espaço nos últimos anos principalmente para o bate-papo do Facebook. Esta é uma tentativa da Microsoft voltar a ser uma das líderes neste mercado.

      Vamos ver se realmente a aposta vai dar certo. Afinal eles pagaram um preço considerável alto pela aquisição do Skype e precisam ter o retorno do investimento.

MSN: por que motivo ele vai acabar?

Fim do MSN

      Tem muita gente reclamando que o serviço vai acabar, outros ainda duvidam que isto seja verdade. Mas não tem jeito, é verdade mesmo. Quem quer continuar utilizando o serviço de mensagens deve baixar a versão mais atual do Skype, depois entrar com o mesmo usuário e senhas do MSN que todos os contatos serão transferidos do MSN para o Skype. Ou seja, não é apenas uma opção, é uma mudança obrigatória. Da mesma forma que acontece com o Hotmail, todos devem migrar para o Outlook, quem não atualizou será automaticamente migrado para o outro serviço.

      Mas por que isto esta acontecendo com o MSN? Existem dois motivos. O primeiro é que a Microsoft comprou o Skype que tem funções parecidas com as do MSN, mas fornece recursos a mais. O segundo é que a utilização do MSN caiu exageradamente e como qualquer outro serviço que é pouco utilizado, a solução é acabar com o produto e tentar lançar outro mais atrativo. Neste caso a Microsoft deu a opção para que todos os usuários do MSN migrassem para o Skype.

      Mas por que o MSN deixou de ser utililizado por muitos usuários? A resposta é simples. Para utilizar o MSN era preciso ter o programa instalado no computador, abrir o programa e entrar com usuário e senha para ver quem estava on-line e bater papo. Porém o Facebook oferece este mesmo serviço sem a necessidade de instalação de qualquer programa no computador. Como hoje em dia quase todos os internautas possuem Facebook, as conversas e troca de mensagens acontecem diretamente no Facebook.

      A mesma coisa acontecia com o Hotmail e acontece com o Outlook, é possível bater papo diretamente da caixa de entrada com as pessoas que estão on-line no facebook. Portanto, o MSN teoricamente deixou de ter utilidade.

      Antigamente quase todos tinham MSN e Orkut, mas isso já é passado. Resta saber se o Facebook conseguirá se manter como está ou terá o mesmo destino de seus antecessores.