Administração e Sucesso

Assuntos sobre administração, economia, política, atualidades, educação, dicas para Word, Excel e muito mais

Tag: Redes Sociais

Internet, gastronomia e redes sociais: como consolidar a marca do seu restaurante

Não tem mais jeito: as redes sociais chegaram em um nível de presença na vida real, que hoje praticamente tudo gira ao redor dela. Das avaliações dos locais de lazer, trabalho e consumo, até nossas relações interpessoais: tudo está conectado. E isso inclui justamente a questão do consumo, da gastronomia e dos negócios que giram ao redor desse universo.

Hoje não dá mais para esperar os clientes baterem à porta! É preciso se mexer e buscar uma presença impactante e coesa nas redes sociais. O cliente está em busca, hoje, de facilidades, do mundo a um clique, dos sabores à mão! Então se o seu negócio, restaurante ou serviço não se adequar, com o passar do tempo você irá precisar correr atrás do prejuízo, literalmente.

Um site é um bom começo nesse quesito. Mas ele precisa ser totalmente funcional, responsivo e clean, e principalmente adequado às funções móbile, já que muitos dos clientes vão acessar pelo smartphone. A criação de sites é feita geralmente por uma empresa especializada, que irá aconselhar o cliente da melhor forma. As redes sociais devem caminhar de acordo! E feito isso, a imagem que começará a transparecer daquela marca deve ser mais interessante possível.

Delivery, menu online e funcionalidades

Vivemos numa época em que, quanto mais a internet nos ajudar, melhor. Por isso, o serviço de delivery deve vir atrelado a um sistema rápido, que responda as dúvidas do cliente e que seja adequado à proposta. O menu online, facilitado, preços e disposições do negócio são essenciais.

O cliente também quer se sentir prestigiado, então ele irá se valer das suas redes sociais para opinar, reclamar ou sugerir. E isso precisa ser totalmente bem visto nessas plataformas, ou então as críticas superarão os elogios.

O site da empresa deve provocar aquele cliente a consumir, a provar os sabores, não fazê-lo procurar a concorrência, com mais presença e discurso nas redes e na internet. Por isso, esses elementos são essenciais. Acredite: não há mais como fugir disso. Já abriu o site do seu restaurante hoje?

Post escrito por: Jacqueline Gonçalo

6 dicas para encontrar emprego nas redes sociais

Se você segue usando as redes sociais apenas para saber de seus amigos e familiares, está perdendo uma grande oportunidade. Aproveite todo o potencial da internet para ampliar sua rede de contatos e buscar novos rumos profissionais.

Mas, atenção. Mais que estar nas redes sociais, você precisa cuidar de seus perfis. Aqui te damos 6 dicas para que não meter os pés pelas mãos e alcançar seu objetivo!

6 dicas para encontrar emprego nas redes sociais

1- Complete seu perfil. De nada adianta manter um perfil em determina rede social se o recrutador não consegue saber nada sobre você. Informe seus dados pessoais como nacionalidade, profissão, idade e e-mail de contato. Muito importante: todas as suas redes sociais devem estar em sintonia! Cuidado para manter a coerência entre as informações que constam em seus vários perfis e em seu currículo vitae. Não vá dizer em uma que é especialista em redes sociais, e em outra que

2- Capriche na foto. Prefira uma foto de perfil que pareça profissional e mostre bem seu rosto. Se for possível, busque um fotógrafo para fazer a sua do LinkedIn. Mesmo em redes como o Facebook, evite publicar fotos comprometedoras ou restrinja sua privacidade.

3- Faça uma limpeza no mural. Revise suas publicações em Facebook e Twitter e apague aquelas que possam ter um conteúdo agressivo, de cunho político ou – imagine! – falando mal de antigos chefes ou da empresa na qual você quer trabalhar. Ah! Não se esqueça de corrigir os erros gramaticais que possa ter cometido.

4- Produza conteúdo. Neste oceano de gente qualificada, você precisa mostrar seu conhecimento e se destacar. Se não quer ter seu próprio blog, opte por plataformas simples e eficientes como o Producer, do beBee, ou o Pulse, do LinkedIn. Ali seus textos terão visibilidade instantânea.

5- Use e abuse de palavras-chave. Observe nas redes sociais quais são as principais palavras relacionadas à profissão que você está buscando. Você pode analisar o perfil dos demais profissionais do setor. Certifique-se de incluí-las em seu perfil e de publicar conteúdo com este vocabulário. Você terá mais chances de ser encontrado pelos filtros dos headhunters.

6- Mexa-se! Entre em grupos profissionais no LinkedIn e colmeias no beBee. Procure as oportunidades disponíveis e se candidate. Mas, vá além e aproveite o melhor das redes sociais: faça contato com representantes de empresas que você admira, profissionais de recursos humanos e headhunters. A chave é fazer networking!

Texto disponibilizado por http://www.bebee.com/

Porque você deve fazer networking:

Networking é um conceito que remete à rede de contatos ou específicas conexões com empresas ou pessoas. Esta rede é um compartilhamento de serviços entre grupos com interesses comuns. É uma palavra relacionada ao setor empresarial e business. O foco não está na quantidade de contatos e, sim, na qualidade deles.

Networking

O networking tem se tornado uma prática recorrente dentro de grupos empresariais. A prática não consiste em encontrar pessoas da mesma área no LinkedIn e adicioná-las sem que exista filtragem. E nem deve ser entendida como algo unilateral e egoísta. Aqui, seguem dicas que ajudam a fazer um bom networking:

  1. Frequente uma grande quantidade de locais:

 

É importante saber que a rede de contatos pode ser estabelecida em diversos locais e situações. Portanto, frequente diferentes encontros corporativos, congressos e reuniões, porém, não despreze contatos em viagens e momentos de lazer. O cartão de visitas em mãos sempre será útil!

  1. Não procure as pessoas apenas para pedir favores:

Busque se aproximar dos parceiros durante o tempo todo. A aproximação que só ocorre no momento do interesse não é eficiente. Afinal, as pessoas se lembrarão de indicar empresas e serviços se estiverem em contato constante, independentemente da situação.

  1.  Tome cuidado com a auto-exposição:

A auto-exposição deve ser cautelada. Outras empresas e pessoas físicas – de networkings em comum – estão aguardando um erro para atacar. Não compartilhe qualquer foto, mensagem, e-mail ou postagens em redes sociais com qualquer amigo ou membro da sua rede de contatos. Não é interessante manchar a reputação e a imagem.

  1. Pesquise sobre as outras empresas e seus eventos:

É primordial reconhecer os diferenciais e quesitos de alto valor dos membros da rede de contatos. Saiba com quem está lidando e também sobre quais assuntos determinada companhia tratará em seu evento. Através de boas pesquisas, sua empresa poderá ser porta-voz em congressos e palestras, também auxilia mostrando o que as companhias possuem em comum ou se, às vezes, não é interessante que se mantenham no mesmo networking.

  1.  Dê seguimento aos contatos:

O sucesso no networking depende do que ocorrerá após a entrada de alguém no meio de contatos. Refira-se às pessoas dando importância a elas e lembrando dos assuntos tratados na conversa anterior. Envie mensagens de agradecimento e mande lembranças. Indique boas pessoas jurídicas e de confiança, assim, os contatos antigos estarão em movimentação.

  1. Utilize as redes sociais para novas conexões:

Através do Linkedin, de longe, a melhor rede social para relacionamentos profissionais, os interesses em comuns podem ser ligados e, pela internet o assunto será desenvolvido e reuniões presenciais serão interessantes para alinhar os projetos e serviços. Grupos do Facebook auxiliam no momento de start-ups compreenderem quem serão seus futuros concorrentes. Instagram e SnapChat são os aplicativos para interação com os usuários de seu serviço e com bons jornalistas e pessoas da mídia.

(LINK PARA VIRTUAL OFFICE http://www.virtualoffice.com.br/porque-voce-deve-fazer-networking/)

Texto escrito por Virtual Office e cedido para publicação aqui no Blog.

 

Quando a tecnologia vira um mal

A tecnologia a cada dia nos apresenta novidades que podem facilitar a nossa vida, no entanto, o mau uso pode virar um problema.

Quando a tecnologia vira um mal

Tecnologia

Redes sociais: As redes sociais conectam pessoas facilmente, qualquer um pode se cadastrar com algumas exceções de idade. No entanto, existem tantas redes sociais no mundo que é preciso de muito tempo e disposição para manter todas elas com conteúdo atualizado. Supondo que você tem três perfis já difícil de fazer isso, mas imagina que você tenha muito mais. Facebook, Twitter, Google Plus, Instagram, LinkedIn, Flickr, WhatsApp, Badoo, entre outras.

A tendência é que o conteúdo postado seja o mesmo em todas elas, então qual a razão de ter tantos perfis na internet. Produzir conteúdo diferenciado para cada uma delas pode tomar todo o seu tempo.  Deixamos de dar os parabéns pessoalmente, compartilhamos um monte de coisas sem sentido, compartilhamos noticias sem conferir se realmente são verídicas e ainda temos uma infinidade de amigos que são apenas virtuais, isso porque nunca realmente nos encontramos com eles.

Dependência do celular: Hoje os Smartphones fazem o trabalho de despertador, relógio, calculadora, bloco de anotações, correio, tocador de músicas, computador entre outras coisas, e ainda fazem ligações. Quando não estamos com o smartphone na mão é como se estivéssemos completamente incapacitados. É como se uma parte das pessoas tivesse sido arrancada. Não conversamos com as pessoas, mas em compensação trocamos mensagens o tempo todo mesmo estando muitas vezes no mesmo local.

Internet: Qualquer coisa, ou praticamente tudo o que pesquisamos encontraremos na internet. Isso nos deixa muito dependentes, sempre que buscamos alguma informação recorremos à internet. Porém, nem tudo está disponível na internet, isso sem falar que em algumas ocasiões podemos ficar sem o acesso. Ou por problemas de conexão, ou simplesmente por estarmos em um local sem cobertura.

O Google nos socorre o tempo todo, mas esquecemos que aquilo que está na internet é conteúdo que foi produzido por pessoas iguais a nós, algumas com maior conhecimento, outras nem tanto. Muita coisa útil pode ser encontrada na internet, mas precisamos discernir o útil do inútil. Os livros impressos muitas vezes ficam de lado e quando somos obrigados a consultá-los muitas vezes evitamos por preguiça, afinal o copiar e colar é muito mais fácil e rápido que virou uma mania. Além disso, quase sempre esquecemos que aquilo foi feito por alguém e esquecemos de citá-los em nossos trabalhos.

WhatsApp: o exagero pode ser prejudicial

O WhatsApp é um aplicativo fantástico que permite a comunicação rápida entre as pessoas.

É possível enviar vídeos, fotos, notícias e agora até ligações podem ser feitas através do aplicativo. Alguns dizem que não vivem sem o WhatsApp, eu porém até pouco tempo não tinha o aplicativo e não penso desta maneira. O WhatsApp é sim muito bom, você pode tirar uma foto ou fazer um vídeo e enviá-lo rapidamente para todos os seu s contatos. Pode conversar com as pessoas mesmo estando em outras cidades, pode inclusive fazer pequenas discussões dentro de um grupo para decidir sobre determinados assuntos, como no trabalho, por exemplo.

WhatsApp

WhatsApp

Bom, já vimos as vantagens. Agora vamos ver os problemas do WhatsApp.

Existem pessoas que compartilham tudo o que vêem pela frente, logo se você é amigo de uma pessoa dessas e têm vários amigos iguais a este, fatalmente receberá uma enxurrada de mensagens diariamente. Dependendo do seu tempo você nem ao menos conseguirá ler todas as mensagens recebidas.

O aplicativo serve para troca de mensagens entre as pessoas que estão longe, porém muitos utilizam para conversar quando estão a poucos metros de distância, ou seja, substituem a conversa por mensagens.

Existem pessoas que não possuem controle, não podem ver a luz piscar que imediatamente precisam olhar e ler a mensagem recebida. Existem até mesmo empresas que estão reclamando do uso exagerado do WhatsApp, ou seja, as pessoas deixam o cliente esperando porque estão no WhatsApp. Ou ainda, enquanto fazem o atendimento continuam prestando atenção no aplicativo e lendo as mensagens. A empresa pode colocar isso dentro das regras e impedir que o funcionário utilize o celular durante o expediente, principalmente se afetar o desempenho da empresa.

O WhatsApp é uma ferramenta muito útil e como tudo nesta vida precisa ser utilizado com inteligência e cautela. Existem pessoas viciadas em WhatsApp, e isso realmente é um problema. Mas para aqueles que utilizem de maneira adequada não existe problema algum.

E você, tem controle sobre o uso do WhatsApp ou já ficou viciado no aplicativo?

Você é viciado em internet?

Existem vícios de todos os tipos, inclusive as pessoas que são viciadas em internet.

Viciado em internet

Viciado em internet

Pode parecer bobeira, mas é um vício perigoso que pode destruir a vida de uma pessoa como qualquer outro tipo de vício.

Como podemos identificar uma pessoa viciada na internet? Já escrevi aqui sobre pessoas viciadas em redes sociais, sendo que isso é muito parecido.

  • A primeira coisa que faz quando acorda de manhã é acessar a internet seja de qual dispositivo for para ver as novidades que perdeu durante o sono;
  • Toma café com o celular na mão e presta mais atenção no conteúdo da tela do que no próprio alimento;
  • Não deixa o celular nem ao menos para ir ao banheiro;
  • Ao dirigir não consegue se controlar e o mínimo tempo disponível aproveita para acessar a internet;
  • Deixa de fazer as refeições para não sair da frente da tela do computador;
  • Evita conversar com os filhos e com o próprio companheiro para não perder a atenção na tela;
  • Fica nervoso quando a internet cai;
  • Fica pensando nas coisas que perdeu por não ter acessado a internet;
  • Não desliga o computador quando está em casa;
  • Evita lugares onde não é possível acessar a internet;
  • Não gosta de receber visitas em casa para não precisar sair da internet;
  • Na hora de dormir leva o celular para a cama e continua acessando a internet até o sono chegar.

Estes são apenas alguns exemplos, existem coisas muito piores do que isso. O vício na internet pode acabar com relacionamentos, ocasionar perda de emprego e o tratamento é muito parecido com outros vícios que existem por aí.

Fique atento aos sinais, a internet é muito útil em nossas vidas, mas precisamos de limites ou ela pode virar uma grande vilã.

Quantas redes sociais você tem?

Existem tantas redes sociais que precisamos escolher de qual participar

Redes sociais

Redes sociais

Hoje em dia existem quase uma infinidade de redes sociais pelo mundo afora. Algumas muito famosas como o Facebook, o Twitter, o YouTube, WhatsApp, Instagram e Google +. Outras menos conhecidas como o Pinterest, Flickr, Tumblr, Reddit, entre outras.

Existem pessoas que se cadastram em todas as redes sociais que aparecem pela frente, basta alguém enviar um convite, mas será que alguém consegue ficar ativo em todas as redes sociais que se cadastra? Dificilmente a resposta vai ser sim. Isso porque o conteúdo que será publicado precisa primeiramente ser criado, ou seja, ou você cria muito conteúdo ou fatalmente terá que republicar a mesma coisa em todos os lugares. A mesma irá acontecer com as redes sociais onde você publica fotos e com as redes sociais onde você publica vídeos.

Ou você publica conteúdo original ou simplesmente ficará compartilhando coisas que os outros criaram. Se você tem capacidade para publicar muito conteúdo e tempo suficiente para isso, então é melhor possuir um site e não apenas participar das redes sociais. Assim o conteúdo publicado e compartilhado nas redes sociais será de sua autoria e ainda é possível conseguir algum rendimento com ele.

Hoje em dia é muito fácil fazer um site ou blog gratuitamente na internet, utilize o Blogger ou o WordPress para isso. Utilize o Blogger se pretende inserir anúncios em sei Site/Blog, utilize o WordPress.com se pretende apenas publicar conteúdo sem gerar renda. Se pretende conseguir alguma renda utilize o WordPress.org e contrate um serviço de hospedagem.

Se consegue escrever muito mesmo, pense em transformar isto em um livro. Ficar o tempo todo publicando coisas sem sentido em redes sociais além de ser tempo perdido, não lhe dará retorno algum.

E você, em quantas redes sociais tem cadastro? Em quantas consegue permanecer ativo?

Facebook fez alteração em páginas de fãs

O Facebook anunciou uma alteração nas curtidas das páginas de fãs

Após o anúncio de que uma alteração nas curtidas das páginas seria implantada com um novo tipo de contagem, excluindo páginas inativas do total, finalmente os donos de páginas perceberam a alteração.

Para aqueles que não estavam preparados foi um verdadeiro choque, de repente o número de fãs foi reduzido.

A princípio pode parecer ruim, pois perder fãs é ruim mesmo, porém, as páginas mostravam um número que não era a realidade. De agora em diante as páginas mostram apenas as pessoas que curtiram as páginas e mantém o perfil do Facebook ativo.

Curtidas de páginas do Facebook

Quem acessa as informações da página vê a seguinte mensagem: “Recentemente atualizamos a forma como medimos o número de pessoas que curtiram sua Página. As Páginas poderão observar uma redução das curtidas após 12 de março quando removermos as curtidas de contas do Facebook inativas”.

Os perfis inativos podem ser computados novamente caso os usuários tornem o Facebook ativo outra vez.

Com esta mudança os donos de páginas podem se basear em números que mostram a realidade, ao fazer uma campanha ou qualquer outra atividade saberão exatamente quantas pessoas são fãs e estão ativos.

Você é viciado em redes sociais?

Você é viciado em redes sociais

Redes sociais

Nós seres humanos temos vícios de todos os tipos e se tratando de redes sociais não seria diferente. Algumas pessoas não conseguem se controlar e sem perceber ficam viciadas em redes sociais também.

Isso pode prejudicar tanto a vida social e amorosa, quanto ao seu desempenho no trabalho pode ser pior ainda.

Mas como saber se você é um viciado em redes sociais, vamos ver alguns pontos que podem dizer se você é um deles. Como parâmetro vamos utilizar o Facebook que é a maior rede social da atualidade.

  • Ao ligar seu computador, tablet, notebook ou celular, a primeira coisa que você faz é acessar o Facebook para ver se tem alguma novidade;
  • Quando está trabalhando ou fazendo alguma coisa no computador fica o tempo todo logado no Facebook para ver as novidades;
  • Curte, comenta, ou compartilha tudo o que vê pela frente;
  • Não consegue ficar muito tempo sem acessar o Facebook;
  • Ficar nervoso quando por algum motivo não pode acessar a rede social;
  • Evita ir para lugares onde não é possível ter acesso a internet;
  • Mesmo quando tem visita ou simplesmente está conversando com alguém não consegue parar de olhar para o celular que está em sua mão e conectado;
  • Fica preocupado porque o tempo está passando e ainda não publicou nada hoje.

Essas são apenas algumas atitudes de pessoas viciadas. No trabalho algumas empresas costumam proibir o acesso ou limitar por algum tempo o acesso as redes sociais, no entanto, para pessoas que sabem os limites não precisa nada disso. Apenas para os viciados mesmo.

Sua Empresa Está nas Redes Sociais?

Redes Sociais

Hoje em dia possuir um site na internet, com detalhes sobre a empresa, catálagos de produtos, preços, locais de venda, contato, etc., já é mais do que obrigação. No entanto, cada vez mais surgem novas maneiras de se comunicar com os clientes, as redes sociais surgiram como um ferramenta importantíssima que não pode ser deixada de lado. Existem muitas redes sociais, entre as mais populares estão o orkut, o Twitter, MSN, Facebook, YouTube e Flickr. Com destaque principalmente para o Facebook que superou o Orkut e já é a rede social com mais usuários no Brasil, além de ser a mais popular no mundo.

No Brasil o Facebook já possui mais de 40 milhões de usuários, grandes empresas de vendas na internet sabem do potencial deste recurso e criaram páginas para as empresas no Facebook, estas páginas possuem milhares de fãs que recebem informações sobre produtos, promoções, novidades sem precisar acessar o site da loja. Em poucos minutos uma informação pode ser compartilhada com milhares de pessoas. No entanto, é preciso tomar cuidado com a imagem da empresa, um cliente insatisfeito pode compartilhar sua insatisfação com outros milhares de usuários.

A opção curtir do Facebook é um ótimo feedback para a empresa avaliar se está agradando o público, além disso os clientes podem fazer comentários que podem servir para melhorar os serviços da empresa.

Criar uma página no Facebook é muito fácil, para atingir mais pessoas em menor tempo é preciso investir um pouco de dinheiro, mas certamente o retorno sobre o investimento será bom se a empresa anunciar produtos ou serviços de qualidade.

Crie uma página no Facebook

Administração e Sucesso
Assign a menu in the Left Menu options.
Assign a menu in the Right Menu options.