Administração e Sucesso

Assuntos sobre administração, economia, política, atualidades, educação, dicas para Word, Excel e muito mais

Tag: Objetivo

O ano está terminando: foi bom ou ruim para você?

fim de ano está chegando

final de ano

Faltam menos de 2 meses para o fim do ano, podemos dizer que este ano está chegando ao fim. Mas e as suas metas, estão sendo alcançadas?

Embora ainda exista tempo, já e possível saber se seus objetivos serão ou não alcançados até o fim do ano.

Talvez uma coisa ou outra não deu certo, mas a maioria dos objetivos foram alcançados, então você pode ficar satisfeito. No entanto, se a maioria dos objetivos não se concretizou, então existe alguma coisa errada. Ou você planejou mal, ou superestimou sua capacidade de concluí-las. Uma coisa é certa, aquilo que fizemos durante um ano serve como base para o próximo ano. Os erros e acertos servem de exemplo para que façamos a coisa certa.

Assim como o ano está terminando, já é hora de começarmos a planejar nossos objetivos para o próximo ano. Afinal, sem planejamento dificilmente conseguimos colocar em prática alguma coisa. Pode dar certo, mas a chance de dar errado é grande.

Embora seja um novo ano que está por vir, o ano que termina pode ter reflexos negativos no ano que está chegando. Principalmente quando falamos em questões financeiras. Começar o ano cheio de dívidas e sem dinheiro para quitá-las é um péssimo começo. Se você tem algumas sobras de final de ano, o ideal é guardá-las para o momento que irá precisar. O ano novo chega com o IPVA, IPTU, IRPF, material escolar, etc. Muitos usam o valor do 13º salário para quitar dívidas e entrar o ano com o caixa em dia. Essa não é a função do 13º, mas é uma solução. A função do 13º salário é dar um final de ano melhor para o cidadão, é chamado também de gratificação natalina. O trabalhador recebe um salário extra para ter condições de passar o fim de ano com fartura.

Por outro lado, muitos abusam no final do ano e fazem dívidas além da capacidade que possuem de pagar. Afinal são muitos presentes, Natal, amigo secreto, ano novo, etc.

Então o ano chega e as dívidas começam a vencer e junto com elas chegam as outras que eu citei acima. Aí é que mora o perigo. Começar o ano endividado pode comprometer seu ano inteiro. Portanto, é preciso ter responsabilidade e gastar de acordo com suas possibilidades. De que adianta fazer festa no final de ano e passar o próximo ano inteiro endividado. Fica a dica.

A Empresa e Suas Funções na Sociedade

a empresa na sociedade

empresa

Já escrevi aqui sobre o principal objetivo de uma empresa, que é sem dúvida alguma gerar lucro para o proprietário ou sócios, a menos que seja uma organização sem fins lucrativos. Mesmo assim ela precisa de recursos para se manter e suas despesas não podem ser maiores do que as suas receitas.

Mesmo tendo como principal objetivo o lucro, uma empresa desempenha diversos papéis importantes na sociedade. O principal deles é a geração de emprego e renda para a população. O Governo se vangloria que criou milhares de novas vagas de emprego, mas quem realmente cria as vagas de emprego são as empresas, é claro que os incentivos e isenção de impostos permitem às empresas o seu crescimento e geração de novos empregos.

As empresas também são responsáveis por recolhimento de impostos que contribuem para o crescimento da arrecadação de municípios e Estados, ao efetuar o registro em carteira de trabalho, as empresas aumentam a arrecadação do INSS e contribuem para o pagamento de benefícios como a aposentadoria, auxílio doença, licença maternidade, etc.

Empresas em geral colaboram para a dignidade da pessoa humana, pagando os salários e dando condições para que as pessoas tenham uma renda fixa e assim não precisem se submeter ao subemprego ou a criminalidade como ocorrem muitas vezes.

A empresa também deve estar comprometida com a região onde está instalada, se utiliza recursos naturais, deve criar projetos que permitam a sua preservação ou recuperação. A empresa também deve ter a consciência de que o seu empregado é seu patrimônio, uma empresa sem pessoas não existe, sendo assim é preciso que a empresa valorize o papel de cada um que ajuda a empresa a alcançar seus objetivos.

Outro detalhe importante é que as empresas que conseguem obter lucros elevados, teoricamente ficam obrigadas a investirem em projetos sociais e filantropia, pois tem mais condições para isso.

Leia também: Qual é o principal objetivo de uma empresa?

Qual é o Principal Objetivo de Uma Empresa?

Uma empresa pode ter vários objetivos, pode querer ser uma grande empresa, exportar para diversos países, ser a líder de mercado, bater recordes em produção, produzir com responsabilidade, valorizar os seus trabalhadores, enfim os objetivos de uma empresa são vários. No entanto apenas um motivo faz com que uma empresa continue viva e permaneça por muito tempo no mercado.

Objetivo da empresa

Objetivos da empresa

O principal objetivo de uma empresa é produzir com poucos custos obtendo o maior lucro possível, ou seja, o principal objetivo da empresa é gerar lucros. Ninguém abre uma empresa apenas para bonito, ou apenas para dizer que é um empresário.

“Seguindo a tradição marginalista neoclássica, assumimos que o objetivo crucial da empresa é a maximização do lucro. Independente do regime concorrencial existente, esse objetivo implica a definição do ponto de lucro máximo, dado, como já assinalamos, pela máxima distância entre receita total e o custo total”.

A empresa precisa ser bem administrada para que se saiba exatamente qual é o seu resultado, se o resultado não for positivo é preciso corrigir os erros antes que seja tarde demais, muitas vezes a empresa até apresenta lucro, mas isso necessariamente não significa que a empresa está bem. É preciso avaliar qual foi o investimento e se o retorno está de acordo com o esperado.


Por outro lado se a empresa está dando um retorno bastante favorável, é preciso que seja avaliada a possibilidade de novos investimentos, não é aconselhável logo de cara já ir comprando uma caminhonete do ano, sair gastando dinheiro a toa, é preciso lembrar ainda que a rentabilidade de um mês pode não se repetir no mês seguinte. O dinheiro gera dinheiro, mas se não soubermos utilizá-lo da maneira correta podemos ter uma enorme dor de cabeça.

Referência bibliográfica

ROSSETTI, José Paschoal, Introdução à economia, 20 ed. p. 469, São Paulo, Atlas, 2003.

Citações que esta postagem recebeu: granthaalayah.com/Articles/Vol6Iss1/26_IJRG18_A01_1065.pdf

http://dspace.bc.uepb.edu.br/jspui/bitstream/123456789/11231/1/PDF%20-%20Charles%20Diego%20Maciel%20Barbosa.pdf

 

Este post teve mais de 165.000 visualizações até 27/04/2018

Gostou do Blog? Então compartilhe, comente e não esqueça de curtir nossa página no Facebook.

 







 

Administração e Sucesso