Administração e Sucesso

Assuntos sobre administração, economia, política, atualidades, educação, dicas para Word, Excel e muito mais

Category: Marketing

Você julga um livro pela capa?

Dizem que não se deve julgar um livro pela capa, mas é exatamente isso que acontece na maioria das vezes.

Você julga um livro pela capa?

As pessoas avaliam um livro simplesmente pela imagem da capa e dizem se ele é bom ou ruim. Se a capa é atraente e bonita tem muito mais chance de alguém comprar aquele livro. Se a capa não chama a atenção ou foi mal elaborada, o livro tem grandes chances de não atrair a curiosidade do leitor e ficar juntando poeira nas estantes da livrarias.

Mas é correto julgar um livro apenas pela capa, sem dar uma lida ao menos na sinopse para saber do que se trata a história?  Confesso que muitas vezes já me senti atraído pela capa de certos livros, esse foi um dos motivos que me levou a concluir a compra. No entanto, antes de concluir a compra eu sempre faça a leitura das informações que estão disponíveis na contracapa. Afinal, se eu não conheço a história uma simples capa não deve influenciar na minha decisão de compra, mas sim o conteúdo do livro em si.

Logicamente quando julgamos um livro apenas pela capa corremos o risco de comprar um livro apenas por comprar. Talvez o conteúdo não seja do seu gosto. Do contrário, quando deixamos de comprar um livro apenas por causa da capa que não chamou nossa atenção também corremos um grande risco. O risco de deixar de conhecer histórias maravilhosas por trás de uma capa pouco atraente.

Shakespeare não deixará de ser maravilhoso apenas por causa de uma edição feia com capa pouco atraente, nem será mais agraciado apenas por causa de uma capa maravilhosa. O que realmente importa é o seu conteúdo.

Já imaginou antigamente quando os livros eram produzidos com poucos recursos técnicos? As capas não eram atraentes, elas serviam basicamente para proteger os livros. Mas o conteúdo era o que realmente importava.

Vivemos em uma sociedade onde as pessoas cada vez mais se deixam levar pelas aparências, julgam algo sem conhecer. Dizem se algo é bom ou ruim sem realmente conhecer. Portanto, mesmo que você não concorde que um livro não deve ser julgado pela capa, mesmo assim precisa produzir algo atraente que chame a atenção do leitor. Caso contrário suas chances de sucesso são bem menores. Infelizmente essa é a realidade.

5 dicas essenciais para quem quer divulgar a própria empresa

Divulgar uma empresa é uma tarefa que envolve planejamento e uma estratégia bem definida. O foco deve ser sempre em ações que atraiam novos clientes, mas também que conquistem e fidelizem os que você já tem, pois são eles que vão levar o seu negócio adiante. Se você ainda não sabe muito bem como fazer uma estratégia de divulgação, não tem problema. Veja abaixo as dicas que separamos para você!

divulgar a própria empresa

1 – Saiba o propósito da sua empresa

Pense no que significa sua empresa para você e como isso reflete no seu cliente. Afinal, qual é o propósito e o diferencial dela? Faça uma análise de todos estes fatores e crie um perfil. Você também pode:

  • Conversar com outros empreendedores que tenham experiência de mercado, para que avaliem e opinem a respeito da sua empresa e te dêem sugestões;
  • Fazer enquetes e pesquisas para entender melhor o seu público e o que eles esperam de sua empresa, além da experiência que estão tendo com você;
  • Avaliar a concorrência e as estratégias de divulgação que estes já vem pondo em prática, entendendo o que você pode aproveitar e o que você pode fazer diferente;
  • Por fim, definir qual é seu diferencial e como você pode fortalecer isso no mercado é imprescindível. Entenda o que a empresa pode fazer de melhor pelos seus clientes!

2 – Defina sua persona

A persona é a representação fictícia do seu cliente ideal! É feita a partir de informações sobre o seu público-alvo, ilustrando os problemas reais do seu possível cliente e como a sua empresa pode ajudar a resolvê-los.

Por exemplo: sua persona pode ser uma mulher de 30 anos, casada, com três filhos e que busca alternativas criativas para decorar a casa. Fazer essa definição é essencial para saber quem é a pessoa que você quer atingir e o que ela está procurando. Assim, você define uma estratégia de divulgação mais efetiva e direcionada!

3 – Crie a estratégia de divulgação

Sabendo os objetivos de sua empresa e tendo a persona definida, agora você deve planejar uma estratégia de divulgação. É importante lembrar que você deve ter muito claro o objetivo da sua estratégia, os meios que serão utilizados para isso e qual será a mensagem transmitida através dela. Em relação aos meios, eles têm duas principais divisões: online e offline.

É importante identificar quais desses meios são relevantes para o seu negócio. E nada impede, que você faça ações integradas entre os dois tipos de divulgação. Se você tem uma loja física, por exemplo, são várias as opções: desde investir em um site e em perfis nas redes sociais, até criar e distribuir materiais de divulgação, como folders, folhetos e ímãs de geladeira .

4 – Pense em formas de agradar o cliente

De nada adianta atrair clientes novos, se você não fizer nada para eles continuarem comprando de você. Portanto, é importante investir em formas de deixar o seu cliente o mais satisfeito possível! Isso fará com que ele tenha ainda mais confiança em você e, mais do que isso, indique sua empresa para mais pessoas.

Algumas dicas para isso são:

  • Ter uma equipe bem treinada para oferecer o melhor atendimento possível com foco em criar um relacionamento duradouro com os clientes;
  • Lembrar do seu cliente em ocasiões especiais, como aniversário e datas comemorativas, e oferecer algum desconto ou até mesmo um presente personalizado (canecas, pen drives, brindes magnéticos, etc);
  • Criar programas de fidelidade que incentivem os clientes a comprarem de você, mostrando que, ao fazerem isso, receberão descontos exclusivos.

5 – Promova ações sociais

Divulgue sua marca de forma humana, pois isso faz os clientes verem que sua empresa não só tem qualidade nos produtos ou serviços que oferece, mas também possui valores. Lembre-se do seu propósito, que falamos na primeira dica e, a partir disso, promova ações sociais que se alinhem com o objetivo da sua empresa.

Gostou das dicas? Uma boa divulgação envolve muitos fatores, portanto, é importante avaliar bem o que serve ou não para o seu caso, e investir em uma estratégia bem focada nos seus objetivos. Esperamos ter ajudado!

Escrito por: Matheus Fonteles

KDP print da Amazon

A Amazon é famosa por oferecer a sua plataforma KDP Kindle direct publishing  de publicação para livros digitais facilitando assim a publicação de livros de maneira independente pelos autores. Através da plataforma CreateSpace também permite a publicação de livros impressos (Capa comum) sob demanda.

O grande problema é que o autor precisa acompanhar os relatórios das duas plataformas para verificar as suas vendas e no CreateSpace o processo de recebimento dos royalties não é tão simples como no KDP. Enquanto as vendas do KDP são pagas dois meses após o fechamento de determinado mês, no CreateSpace isso só acontece quando o autor atinge a cota mínima para pagamentos.

Para facilitar o trabalho dos autores ao que tudo indica a Amazon está se esforçando para unificar as duas plataformas, livros digitais e impressos no KDP. Veja no exemplo a seguir.

Note que existe a mensagem: Agora você pode publicar versões com capa comum dos seus livros pelo KDP.

KDP print da Amazon

Agora existe mais uma nova opção (Livro com capa comum) logo abaixo do item ebook Kindle. Através desta opção é possível publicar um novo livro no KDP em formato impresso. Também é possível transferir seus livros do CreateSpace, logo abaixo do livro ebook publicado você terá a opção de publicar o livro em capa comum. Clique na opção e responda se você já havia publicado seu livro anteriormente no CreateSpace. Se a sua resposta for sim será preciso fornecer o número do ISBN que você utilizou ao publicar o livro no CreateSpace. Após fazer a validação passe para a outra aba e confirme os outros dados. Verifique se a capa atende as diretrizes do KDP e se for necessário envie um novo arquivo do seu livro em formato pdf, o arquivo do livro capa comum deve ter as mesmas configurações utilizadas no CreateSpace. Após finalizar o envio dos arquivos visualize para ver se está tudo OK.

Se houver algum erro em sua capa ou em seu arquivo não será possível finalizar o envio do livro. Caso dê tudo certo passe para a próxima página e informe o preço que o seu livro será vendido. Finalize o seu processo e depois de algumas horas seu livro estará à venda.

Se você não tinha um livro publicado anteriormente no CreateSpace inicie o processo como você faz ao publicar um ebook Kindle.

Vantagens:

Controle das vendas e dos relatórios em apenas uma plataforma;

Recebimento de royalties unificado.

Desvantagens:

No KDP print beta ainda não são oferecidas as cópias para autores, provas do livro e a distribuição expandida ainda não está disponível. Obs: a Amazon diz que futuramente estes serviços serão acrescentados à plataforma.

Os livros não são impressos no Brasil, mas futuramente eu acredito que isso possa se tornar realidade.

De qualquer maneira você terá seus livros sendo vendidos pelo mundo inteiro e os leitores poderão encomendar uma cópia impressa diretamente no site na Amazon.

Como publicar seu livro no CreateSpace da Amazon

Vamos ver aqui Como publicar seu livro no CreateSpace da Amazon

Vou falar aqui sobre a minha experiência de publicar livros sobre demanda através do CreateSpace da Amazon

Já falei aqui sobre a publicação de livros sobre demanda através do Clube de Autores, mas a gigante Amazon também disponibiliza aos escritores uma plataforma de publicação sobre demanda que é chamada de CreateSpace.

Quando você publica um livro através do Amazon Kindle Direct Publishing – KDP você também tem a opção de publicar e deixar à venda seu livro de maneira impressa no site da Amazon e em outros sites parceiros da empresa disponibilizando seu livro para o mundo inteiro.

A primeira coisa que você precisa fazer é escrever seu livro, não adianta criar uma conta no CreateSpace se você ainda não escreveu seu livro. Mas vamos supor que seu livro está pronto.

Crie uma conta no CreateSpace

O site é totalmente em inglês, se você não está familiarizado com a língua use um tradutor para navegar no site. Depois de criar sua conta, não é possível utilizar a mesma da Amazon, login e senha podem ser iguais, mas a conta precisa ser criada.

Agora clique em Add New Title para começar, depois digite seu título do livro no espaço como vemos na imagem abaixo,escolha a opção Paperback e depois clique em Get Started, que é uma opção para iniciantes onde você será guiado passo a passo até concluir a publicação.

1

Na tela a seguir você irá começar a fornecer as informações sobre o seu livro, como nome do autor, edição, língua, etc.

2

No exemplo acima o livro já está publicado, mas na primeira vez você poderá concluir cada etapa até avançar para a seguinte, se ficar incompleta o sistema impedirá o avanço. Conforme vemos no menu à sua esquerda existem todas as opções, a próxima é o ISBN. Você pode utilizar um ISBN adquirido no Brasil, mas isso causará algumas restrições na hora de vender seu livro. Portanto, o mais aconselhável é utilizar um ISBN oferecido pelo CreateSpace, principalmente porque ele não terá nenhum custo para você.

No menu Interior você irá fornecer seu livro para ver se está de acordo com as especificações. Escolha o tamanho do livro que pretende publicar e deixe o seu arquivo com as especificações, por exemplo, “6 x 9” equivale à 15,24 x 22,86, as margens devem ser exatamente como a seguir, ou o arquivo será rejeitado. Se houverem fotos com baixa resolução no interior do livro o sistema irá rejeitá-las. Depois de enviar o arquivo o sistema permitirá a visualização e apontará possíveis defeitos antes de você fazer a aprovação.

3

Na opção Cover escolha o tipo de capa, fosca ou brilhante, depois envie uma capa pronta dentro das especificações exigidas, ou utilize um dos modelos disponíveis. Ao enviar uma imagem para a capa certifique-se de que ela tem 300 dpi de qualidade, ou será rejeitada por não apresentar qualidade de impressão.

Após concluir o envio da capa, digitar os detalhes da capa e contracapa, os livros da CreateSpace não possuem orelhas, agora você poderá ver como ficou seu livro.

Nas opções a seguir defina os canais de venda, o preço do seu livro e se deseja disponibilizá-lo no Kindle. Você pode selecionar até 6 canais de venda, mas em alguns deles seu livro demorará algum tempo até aparecer, o preço do seu livro não pode ser menor do que o limite fornecido por eles, quanto maior o preço maior serão os royalties recebidos por você em caso de vendas. Caso você já tenha esse mesmo livro disponibilizado no Kindle informe o sistema e no máximo em três dias o livro impresso irá aparecer como opção de compra ao lado do seu livro digital como Capa Comum.

Como publicar seu livro no CreateSpace da Amazon

Após finalizar todo o processo você poderá visualizar uma prova on line do livro ou encomendar a versão impressa para ver como ficou. Você pode encomendar até 5 unidades e elas virão com a inscrição Proof na última página do livro. Se acredita que não é necessário e está tudo OK finalize a publicação do seu livro.

Caso prefira imprimir algumas cópias antes de disponibilizar para a venda encomende as cópias. Os livros são impressos em Charleston – SC nos Estados Unidos, você tem três opções de entrega e cada uma tem um prazo diferenciado, se você escolher a mais rápida seu livro ficará com um preço muito elevado. Então escolha a primeira opção e informe seus dados pessoais e endereço de entrega. O prazo é de aproximadamente 50 dias.

Fiz o pedido de 5 exemplares do livro acima no dia 16/08/2016 e para a minha surpresa recebi os livros ontem 22/08/2016 pela manhã. Fiquei incrédulo com tamanha rapidez e conferi a postagem e realmente os livros vieram dos Estados Unidos e olha que eu moro no Norte do Estado do Mato Grosso bem distante dos grandes centros.

Eu escolhi a capa brilhante e realmente os livros tem a capa lisa e brilhante, escolhi o papel creme e a leitura e qualidade de impressão são excelentes.

Sobre o preço: meu livro tem 192 páginas e comprando diretamente da minha conta saiu por US$ 3,15 cada mais US$ 3,98 de Shipping que é o custo da entrega. Resumindo, a entrega ficou mais cara do que o custo do livro. Cada livro custou R$ 22,80 na moeda do dia. Assim é possível vender cada exemplar por R$ 30,00, no Clube de Autores em uma compra de apenas 5 exemplares esse valor ficaria bem acima, próximo de R$ 30,00.

Depois de aprovado você poderá comprar quantos exemplares quiser com esse preço por unidade, mas certamente o frete será diferenciado para uma quantia maior de livros.

Portanto, recomendo o CreateSpace a todos que desejam imprimir seus livros de maneira fácil e com qualidade garantida.

Compre aqui meus livros

Publiquei meu livro, e agora?

Publiquei meu livro, e agora?

Em uma rápida pesquisa na internet descobrimos que está cada vez mais fácil publicar um livro e colocá-lo à venda na internet, seja em formato e-book ou em formato impresso sob demanda.

Publiquei meu livro, e agora?

Quanto vamos gastar para fazer isso depende de quanto estamos dispostos a investir na publicação, isso inclui capa, diagramação, revisão, registro de ISBN, entre outras coisas como já expliquei em outro artigo. Quanto custa publicar um e-book?

Podemos reduzir os custos fazendo a maioria das coisas por conta própria, capa, revisão, diagramação,mas isso não é aconselhado, pois a revisão feita por outra pessoa certamente encontrará erros que passariam despercebidos aos olhos de quem escreveu, isso é apenas uma das coisas em que não é bom negócio economizar.

Mas se está cada vez mais fácil publicar um livro, por que precisa gastar dinheiro desnecessário?

Simples, está mais fácil pra você e para outros milhares de autores que se aventuram no mercado. O fato de ser fácil conseguir publicar um livro não significa que da mesma forma é fácil vendê-lo. Conseguir que seu livro se destaque entre os milhares de livros publicados não é uma tarefa fácil. Na Amazon, por exemplo, é muito fácil publicar seu livro, mas destacá-lo entre um milhão de livros que estão sendo vendidos lá certamente é muito difícil.

Dizem que muitos livros vendem apenas pela capa, concordo que uma capa bonita chama a atenção do leitor, mas se o livro não tiver um bom conteúdo você pode ser massacrado. Entre no site da Amazon e procure por alguns dos livros que fizeram sucesso nos últimos anos. Mesmo livros assim recebem críticas nas avaliações dos leitores.

Você também pode economizar em revisão, mas se sua história for boa, mas cheia de erros os leitores vão logo perceber e isso pode resultar em avaliações negativas.

A diagramação também é parte importante de um livro. Se as letras escolhidas não são fáceis de ler, ou se o texto está todo bagunçado o leitor pode se cansar com a leitura facilmente. Então antes de publicar o livro pesquise quais letras são mais fáceis de ler e adeque seu texto de maneira que fique o mais organizado possível.

Se você fez o máximo possível para tornar seu livro atraente agora é hora de vendê-lo. Como você publicou sem a ajuda de uma editora toda a divulgação é por sua conta. Então para que alguém descubra que seu livro existe é preciso criar um site ou blog para divulgá-lo, usar as redes sociais, comentar com os amigos e tudo mais que estiver ao seu alcance.

Talvez você consiga se tornar um autor famoso, mas lembre-se, o caminho a percorrer é muito difícil.

Porque você deve fazer networking:

Networking é um conceito que remete à rede de contatos ou específicas conexões com empresas ou pessoas. Esta rede é um compartilhamento de serviços entre grupos com interesses comuns. É uma palavra relacionada ao setor empresarial e business. O foco não está na quantidade de contatos e, sim, na qualidade deles.

Networking

O networking tem se tornado uma prática recorrente dentro de grupos empresariais. A prática não consiste em encontrar pessoas da mesma área no LinkedIn e adicioná-las sem que exista filtragem. E nem deve ser entendida como algo unilateral e egoísta. Aqui, seguem dicas que ajudam a fazer um bom networking:

  1. Frequente uma grande quantidade de locais:

 

É importante saber que a rede de contatos pode ser estabelecida em diversos locais e situações. Portanto, frequente diferentes encontros corporativos, congressos e reuniões, porém, não despreze contatos em viagens e momentos de lazer. O cartão de visitas em mãos sempre será útil!

  1. Não procure as pessoas apenas para pedir favores:

Busque se aproximar dos parceiros durante o tempo todo. A aproximação que só ocorre no momento do interesse não é eficiente. Afinal, as pessoas se lembrarão de indicar empresas e serviços se estiverem em contato constante, independentemente da situação.

  1.  Tome cuidado com a auto-exposição:

A auto-exposição deve ser cautelada. Outras empresas e pessoas físicas – de networkings em comum – estão aguardando um erro para atacar. Não compartilhe qualquer foto, mensagem, e-mail ou postagens em redes sociais com qualquer amigo ou membro da sua rede de contatos. Não é interessante manchar a reputação e a imagem.

  1. Pesquise sobre as outras empresas e seus eventos:

É primordial reconhecer os diferenciais e quesitos de alto valor dos membros da rede de contatos. Saiba com quem está lidando e também sobre quais assuntos determinada companhia tratará em seu evento. Através de boas pesquisas, sua empresa poderá ser porta-voz em congressos e palestras, também auxilia mostrando o que as companhias possuem em comum ou se, às vezes, não é interessante que se mantenham no mesmo networking.

  1.  Dê seguimento aos contatos:

O sucesso no networking depende do que ocorrerá após a entrada de alguém no meio de contatos. Refira-se às pessoas dando importância a elas e lembrando dos assuntos tratados na conversa anterior. Envie mensagens de agradecimento e mande lembranças. Indique boas pessoas jurídicas e de confiança, assim, os contatos antigos estarão em movimentação.

  1. Utilize as redes sociais para novas conexões:

Através do Linkedin, de longe, a melhor rede social para relacionamentos profissionais, os interesses em comuns podem ser ligados e, pela internet o assunto será desenvolvido e reuniões presenciais serão interessantes para alinhar os projetos e serviços. Grupos do Facebook auxiliam no momento de start-ups compreenderem quem serão seus futuros concorrentes. Instagram e SnapChat são os aplicativos para interação com os usuários de seu serviço e com bons jornalistas e pessoas da mídia.

(LINK PARA VIRTUAL OFFICE http://www.virtualoffice.com.br/porque-voce-deve-fazer-networking/)

Texto escrito por Virtual Office e cedido para publicação aqui no Blog.

 

Sua empresa está fazendo um bom atendimento?

Atender bem é um requisito fundamental para qualquer empresário que entende que a base de um negócio reside justamente nas pessoas envolvidas, e que também entende que isso significa muito mais do que um sorriso simpático na hora da venda. Um bom atendimento além de ser uma estratégica de marketing, indica os pilares e valores de uma empresa.

Sua empresa está fazendo um bom atendimento?

Atenção, cordialidade, educação e carinho são características fundamentais para quem busca atender bem as necessidades de seus clientes e consumidores, mas num mercado competitivo e tecnológico, isso já não basta.

A tecnologia é uma via de mão dupla. Assim como permite nos comunicar com o cliente, também nos permite ouvir o que ele tem a dizer. Para que o canal de comunicação com o cliente seja efetivo, é necessário escutar os elogios e tomar ações em relação às críticas e sugestões. Empresas que não entendem essa premissa comprometem sua imagem nas redes sociais e consequentemente seus clientes têm uma percepção negativa da marca.

Atendimento baseado em dados

Seja explícita ou implicitamente, estamos constantemente qualificando o ambiente que nos cerca de acordo com os dados que recebemos. Ao vermos um filme, temos a opção de darmos uma nota (geralmente de 0 a 5 estrelas), por exemplo.

Com o advento digital, os dados deixam de ser parciais e se tornam amplos, o que é chamado na área de tecnologia da informação como megadados.

Qualquer empresa pode se beneficiar muito desse recurso de megadados, pois ele permite analisar cada um dos componentes de um bom atendimento, contanto que aliados com os conceitos tradicionais de mercado.

Escala de Lealdade

A escala de lealdade do cliente é um bom exercício de megadados, pois permite personalizar os fatores do pós-venda mais adequados para a mensuração do resultado desejado.

O termo foi popularizado em 1999 ao ser utilizado na revista HSM Management e explica os diferentes níveis que o cliente se relaciona com as empresas:

  •         Primeiro nível: Fazer com que o cliente saia satisfeito é o objetivo de todas as empresas, mas isso não é tudo.
  •         Segundo nível: Manter o cliente satisfeito é o que fará dele um cliente fiel.
  •         Terceiro nível:  Potenciais consumidores não aparecem de um dia para o outro. São resultados de atendimentos bem realizados anteriormente.
  •         Quarto nível: Um propagador das ideias da marca é raro de se encontrar, é necessário um trabalho longínquo de planejamento.
  •         Quinto nível: Mesmo quem está disposto a divulgar um serviço ou produto pode divulgar as ideias de um concorrente. Há, porém, aqueles que influem os valores da marca aos seus próprios valores pessoais.

A importância de um bom atendimento telefônico

Nada substitui estar cara a cara com o consumidor, mas estar presente no momento do atendimento não garante que ele será bom. Define-se se o atendimento foi bom pela percepção do atendente.

O atendimento telefônico não permite se basear em percepções. Atender bem pelo telefone significa dedicar toda a concentração de um lado da linha na esperança de conquistar o interesse de quem é atendido, por isso é necessário atenção redobrada.

As ferramentas tecnológicas estão a cada dia sendo aprimoradas para amplificar e compreender as empresas que a empregam, mas são os profissionais atrelados que definem a qualidade de um atendimento. Entre os valores do Virtual Office, está prestar atendimento de excelência, o que nos diferencia no mercado há 20 anos. Prezamos por serviços de qualidade e por isso nossos colaboradores são constantemente treinados para estar em harmonia com nossos valores mais intrínsecos.

(LINK PARA VIRTUAL OFFICE http://www.virtualoffice.com.br/sua-empresa-esta-fazendo-um-bom-atendimento/)

Este artigo foi escrito por Virtual Office e cedido para publicação do Blog Administração e Sucesso.

Sua Empresa Está nas Redes Sociais?

Redes Sociais

Hoje em dia possuir um site na internet, com detalhes sobre a empresa, catálagos de produtos, preços, locais de venda, contato, etc., já é mais do que obrigação. No entanto, cada vez mais surgem novas maneiras de se comunicar com os clientes, as redes sociais surgiram como um ferramenta importantíssima que não pode ser deixada de lado. Existem muitas redes sociais, entre as mais populares estão o orkut, o Twitter, MSN, Facebook, YouTube e Flickr. Com destaque principalmente para o Facebook que superou o Orkut e já é a rede social com mais usuários no Brasil, além de ser a mais popular no mundo.

No Brasil o Facebook já possui mais de 40 milhões de usuários, grandes empresas de vendas na internet sabem do potencial deste recurso e criaram páginas para as empresas no Facebook, estas páginas possuem milhares de fãs que recebem informações sobre produtos, promoções, novidades sem precisar acessar o site da loja. Em poucos minutos uma informação pode ser compartilhada com milhares de pessoas. No entanto, é preciso tomar cuidado com a imagem da empresa, um cliente insatisfeito pode compartilhar sua insatisfação com outros milhares de usuários.

A opção curtir do Facebook é um ótimo feedback para a empresa avaliar se está agradando o público, além disso os clientes podem fazer comentários que podem servir para melhorar os serviços da empresa.

Criar uma página no Facebook é muito fácil, para atingir mais pessoas em menor tempo é preciso investir um pouco de dinheiro, mas certamente o retorno sobre o investimento será bom se a empresa anunciar produtos ou serviços de qualidade.

Crie uma página no Facebook

Os 4 Ps do Marketing

4 Ps

4 Ps do Marketing

O composto de marketing, ou marketing mix é formado por quatro elementos que são chamados de os 4 Ps do Marketing. Kotler define o composto de Marketing como “o conjunto de ferramentas que a empresa usa para atingir seus objetivos de marketing no mercado alvo”.

Os 4 Ps do marketing são: Produto, Preço, Promoção e Praça (ou ponto de venda), do inglês (product, price, promotion e place).

Cada uma dessas quatro variáveis engloba várias atividades, sendo que todas em conjunto buscam atingir o mercado alvo.

Produto: design, marca, tamanho, qualidade, embalagem, variedades de produtos, garantias, etc.

Preço: prazo, preço, desconto, crediário, condições de pagamento, etc.

Promoção: propaganda, publicidade, relações públicas, promoções.

Praça (ponto de venda): logística, transporte, armazenagem, distribuição, etc.

A empresa que pretende se manter competitiva no mercado precisa estar atenta aos 4 elementos e definir suas estratégias de acordo com seus obejtivos. A empresa pode ter um produto excelente, porém se suas condições de pagamento não forem boas, se não hover divulgação do produto e sua distribuição for dificultosa, o produto dificilmente terá boa aceitação no mercado.

KOTLER, Philip. Administração de Marketing.

Não esqueça de curtir nossa página no Facebook

Este post obteve mais de 5.200 visualizações até 27/06/2014

Leia também: As cinco forças de Porter

Administração e Sucesso
Assign a menu in the Left Menu options.
Assign a menu in the Right Menu options.