Sempre que um novo produto ou serviço é lançado, as pessoas passam a questionar se o anterior irá sobreviver. Isso ocorreu quando a televisão foi lançada. Na época, muitos decretaram a morte do rápido, pois ele passaria a ser inútil diante de um aparelho com voz e imagem.

Recentemente, o Uber também levantou polêmicas. Afinal, um aplicativo de motoristas particulares seria capaz de tirar as corridas dos táxis? Obviamente que não. Tanto no caso da TV quando no do Uber, as invenções só vieram para somar e oferecer mais uma opção para os consumidores.

Tratando-se de marketing acontece o mesmo. O tradicional continua sendo importante (e já veremos os porquês), mas o digital chegou já se destacando. Quer saber qual estratégia de comunicação é melhor para o seu negócio? Continue lendo!

Marketing tradicional

Podemos definir o marketing tradicional por todas as divulgações realizadas nos canais offline, como rádio, televisão, jornais e revistas. Isso inclui desde aquele panfleto distribuído nas ruas até os comerciais milionários veiculados no Jornal Nacional.

Esse tipo de estratégia possui uma série de vantagens. O marketing tradicional alcança um grande público. Se você mora em São Paulo e anda de metrô, por exemplo, provavelmente já deve ter visto um comunicado assim “anuncie no metrô, milhões de pessoas passam por aqui”.

De fato, quem anuncia em uma estação ou grande veículo (como jornal ou televisão) pode ter certeza de que será visto por muitas pessoas. Porém, nem todos que terão acesso a esse conteúdo estão interessados no produto ou serviço que a sua empresa vende.

Vamos supor que você tem uma franquia de medicamentos. Muito provável que o seu público seja mais velho e preocupado com a saúde. Dessa forma, mesmo que milhares de crianças ou jovens de até 30 anos, a campanha não irá chamar a atenção deles.

Essa estratégia focada em quantidade recebe o nome também de “outbound marketing”. Ela é feita de fora para dentro. Ou seja, o interesse por trás dessa comunicação é atingir o máximo de pessoas possíveis, independentemente de elas estarem interessadas no produto ou não.

Outro aspecto interessante do marketing digital é que ele é mais durável que o digital. Uma pessoa pode manter durante meses, por exemplo, um panfleto em casa, ajudando assim na divulgação para outras pessoas. Além disso, boa parte do público já está acostumada a esse tipo de publicidade e tende a acreditar (ou melhor, comprar a ideia) facilmente.

Outro aspecto interessante do marketing digital é que ele é mais durável que o digital. Uma pessoa pode manter durante meses, por exemplo, um panfleto em casa, ajudando assim na divulgação para outras pessoas. Além disso, boa parte do público já está acostumada a esse tipo de publicidade e tende a acreditar (ou melhor, comprar a ideia) facilmente.

Marketing digital

Como o próprio nome sugere, o marketing digital está associada às estratégias de comunicação on-line, isto é, divulgação em sites, portais, e-mail e redes sociais. A grande vantagem dessa comunicação é o maior potencial de segmentação.

Com as ferramentas disponíveis atualmente, é possível exibir uma campanha apenas para um nicho, evitando assim um público desinteressado. Quer só um exemplo? Sabe quando você busca um produto e depois vê esse produto em outra página? Isso é um tipo de marketing digital.

Nesse caso, o alcance também é grande, pois há cada vez mais pessoas on-line. O limite, portanto, é o número de usuários da rede e o tipo de campanha realizada. Quanto melhor for a estratégia, maiores serão as chances de o anúncio ser “clicado” e revertido em “compra” ou no contato do cliente. Basta lembrar que quando uma ação ganha aceitação do público rapidamente ela se viral, ou seja, compartilhável por todos.

Também é importante destacar que o marketing digital produz efeitos imediatos, pois, assim que uma campanha é lançada, ela já começa a ser vista, clicada e gerar resultados. Isso pode ser percebido, porque há ferramentas de comunicação que ajudam a mensurar as campanhas. Se algo não estiver produzindo os efeitos esperados, é possível fazer a troca.

Assessoria de imprensa digital

Dentre as estratégias de marketing digital disponíveis está a de assessoria de imprensa digital. Nesse caso, é possível unir a divulgação para veículos impressos com as ações desenvolvidas para os canais on-line.

Além disso, a agência pode disponibilizar ainda o serviço de Link Building, que serve para aumentar a divulgação de links, gerando autoridade para o site do seu negócio no Google.

O resultado? Melhor posicionamento no buscador e maiores chances de a sua página ser clicada quando o usuário buscar algo que você oferece.

Escrito por: Bruna Rodrigues

Sharing is caring!

(Visited 22 times, 1 visits today)