Administração e Sucesso

Assuntos sobre administração, economia, política, atualidades, educação, dicas para Word, Excel e muito mais

Mês: julho 2019

O fim da contagem de curtidas no Instagram

Fim da contagem de curtidas no Instagram entrou em funcionamento.

Já está valendo a nova atualização do instagram para usuários brasileiros. Depois de muitos testes em outros países, chegou a vez de colocar em prática a mudança também no Brasil.

Desde o último dia 17/07/19, a quantidade de curtidas que uma postagem recebe no Instagram não é mais visível ao público em geral, mas apenas ao próprio dono do perfil. As curtidas recebidas ainda está lá, mas usuários externos ao perfil não conseguem saber quantas curtidas aquela postagem recebeu, a não ser que façam a contagem uma a uma, coisa que provavelmente ninguém irá fazer. Quem publicou a foto ainda pode saber perfeitamente quantas curtidas ela recebeu, se foi um sucesso ou se flopou.

Muitos ficaram apavorados com a atualização, influencers digitais e empresas ficaram com medo de terem prejuízo com o fim da exposição de curtidas, mas o fato é que todos os usuários ainda tem acesso a essa informação e podem fechar contratos com base nos números apresentados. Ninguém vai ser afetado por não ter como provar a quantidade de curtidas que recebe.

A proposta do Instagram é acabar com um mundo de faz de conta, onde pessoas ficam tristes ou angustiadas por não receberam a quantidade de curtidas que gostariam. Agora apenas eles sabem disso, esse dado não é exposto e com isso a empresa espera deixar a rede menos prejudicial à saúde.

Também existia o fato de muitas pessoas só clicarem em uma foto por verem que ela tinha recebido muitas curtidas, agora uma postagem com milhares de curtidas tem a mesma aparência de uma que recebeu apenas poucas dezenas de curtidas. Espera-se que o alcance de pequenos perfis melhore com a mudança. Mudanças sempre causam tumulto e revolta, mas acredito que isso foi algo bom e que com o tempo trará resultados positivos para todos.

Marketing Digital x Tradicional: qual é melhor para o seu negócio

Sempre que um novo produto ou serviço é lançado, as pessoas passam a questionar se o anterior irá sobreviver. Isso ocorreu quando a televisão foi lançada. Na época, muitos decretaram a morte do rápido, pois ele passaria a ser inútil diante de um aparelho com voz e imagem.

Recentemente, o Uber também levantou polêmicas. Afinal, um aplicativo de motoristas particulares seria capaz de tirar as corridas dos táxis? Obviamente que não. Tanto no caso da TV quando no do Uber, as invenções só vieram para somar e oferecer mais uma opção para os consumidores.

Tratando-se de marketing acontece o mesmo. O tradicional continua sendo importante (e já veremos os porquês), mas o digital chegou já se destacando. Quer saber qual estratégia de comunicação é melhor para o seu negócio? Continue lendo!

Marketing tradicional

Podemos definir o marketing tradicional por todas as divulgações realizadas nos canais offline, como rádio, televisão, jornais e revistas. Isso inclui desde aquele panfleto distribuído nas ruas até os comerciais milionários veiculados no Jornal Nacional.

Esse tipo de estratégia possui uma série de vantagens. O marketing tradicional alcança um grande público. Se você mora em São Paulo e anda de metrô, por exemplo, provavelmente já deve ter visto um comunicado assim “anuncie no metrô, milhões de pessoas passam por aqui”.

De fato, quem anuncia em uma estação ou grande veículo (como jornal ou televisão) pode ter certeza de que será visto por muitas pessoas. Porém, nem todos que terão acesso a esse conteúdo estão interessados no produto ou serviço que a sua empresa vende.

Vamos supor que você tem uma franquia de medicamentos. Muito provável que o seu público seja mais velho e preocupado com a saúde. Dessa forma, mesmo que milhares de crianças ou jovens de até 30 anos, a campanha não irá chamar a atenção deles.

Essa estratégia focada em quantidade recebe o nome também de “outbound marketing”. Ela é feita de fora para dentro. Ou seja, o interesse por trás dessa comunicação é atingir o máximo de pessoas possíveis, independentemente de elas estarem interessadas no produto ou não.

Outro aspecto interessante do marketing digital é que ele é mais durável que o digital. Uma pessoa pode manter durante meses, por exemplo, um panfleto em casa, ajudando assim na divulgação para outras pessoas. Além disso, boa parte do público já está acostumada a esse tipo de publicidade e tende a acreditar (ou melhor, comprar a ideia) facilmente.

Outro aspecto interessante do marketing digital é que ele é mais durável que o digital. Uma pessoa pode manter durante meses, por exemplo, um panfleto em casa, ajudando assim na divulgação para outras pessoas. Além disso, boa parte do público já está acostumada a esse tipo de publicidade e tende a acreditar (ou melhor, comprar a ideia) facilmente.

Marketing digital

Como o próprio nome sugere, o marketing digital está associada às estratégias de comunicação on-line, isto é, divulgação em sites, portais, e-mail e redes sociais. A grande vantagem dessa comunicação é o maior potencial de segmentação.

Com as ferramentas disponíveis atualmente, é possível exibir uma campanha apenas para um nicho, evitando assim um público desinteressado. Quer só um exemplo? Sabe quando você busca um produto e depois vê esse produto em outra página? Isso é um tipo de marketing digital.

Nesse caso, o alcance também é grande, pois há cada vez mais pessoas on-line. O limite, portanto, é o número de usuários da rede e o tipo de campanha realizada. Quanto melhor for a estratégia, maiores serão as chances de o anúncio ser “clicado” e revertido em “compra” ou no contato do cliente. Basta lembrar que quando uma ação ganha aceitação do público rapidamente ela se viral, ou seja, compartilhável por todos.

Também é importante destacar que o marketing digital produz efeitos imediatos, pois, assim que uma campanha é lançada, ela já começa a ser vista, clicada e gerar resultados. Isso pode ser percebido, porque há ferramentas de comunicação que ajudam a mensurar as campanhas. Se algo não estiver produzindo os efeitos esperados, é possível fazer a troca.

Assessoria de imprensa digital

Dentre as estratégias de marketing digital disponíveis está a de assessoria de imprensa digital. Nesse caso, é possível unir a divulgação para veículos impressos com as ações desenvolvidas para os canais on-line.

Além disso, a agência pode disponibilizar ainda o serviço de Link Building, que serve para aumentar a divulgação de links, gerando autoridade para o site do seu negócio no Google.

O resultado? Melhor posicionamento no buscador e maiores chances de a sua página ser clicada quando o usuário buscar algo que você oferece.

Escrito por: Bruna Rodrigues

5 dicas para impulsionar seu negócio online

As empresas de comunicação de mais ou menos 10 anos para cá encontraram uma nova forma de fazer assessoria de imprensa: agregando serviços. Além do usual e necessário release/contato de jornalistas de redação, outras atividades agora fazem parte do dia a dia.

A assessoria de imprensa para pequenas empresas, e também de grandes corporações, que está engajada com a transformação digital, aderiu a nova realidade da internet e das redes sociais.

Conheça 5 dicas poderosas que demonstram se um projeto de comunicação oferecido pode atender às novas necessidades de um cliente corporativo da era digital que contrata uma agência de assessoria de imprensa.

Fique atento: avalie se os 5 itens constam na proposta oferecida, porque dessa forma haverá uma certeza de maior visibilidade da marca ao contratar uma das empresas de comunicação do mercado.

1º Avaliar o Planejamento de Comunicação

A melhor assessoria de imprensa é aquela que possui um plano de acordo com os objetivos do cliente na busca por resultados para impulsionar seu negócio.

O trabalho da agência de assessoria de imprensa é ouvir os clientes e para cada um deles desenvolver um plano único.

Um projeto de comunicação bem alinhado com a voz da marca, sua persona e objetivos específicos é diferente de qualquer outro.

Alguns serviços muitas vezes podem ser semelhantes, mas elaborados em momentos e com ações diferenciadas para cada produto ou serviço oferecido.

Analise se a proposta tem realmente sentido para a empresa que você trabalha ou se você é o empresário. Fórmulas enlatadas são para projetos medíocres, busque originalidade.

2º Estratégia de Envio de Material para Jornalistas

Ação de divulgação dos serviços, produtos, site, blogs do cliente são sinônimos de um trabalho bem estruturado por empresas de assessoria de comunicação.

O famoso press-kit hoje é usado como divulgação estratégica, com material impresso ou online que contenha dados, fotos, entrevistas ou qualquer outro conteúdo diferencial da organização.

E não são todos os jornalistas que recebem esse material exclusivo. A agência de assessoria de imprensa escolhe os mais influentes não só na redação, mas também dentro do segmento digital, entre sites, blogs e redes sociais.

3º Empresa de Comunicação e Marketing de Influência

Essa é terceira dica para escolher a melhor assessoria de imprensa e assim aumentar a presença digital da marca.

Hoje em dia campanhas no Youtube e o contato com influencers em canais como Instagram fazem parte do escopo de muitas empresas de assessoria de comunicação.

O que é essencial para obter resultados diferenciados:

  • o marketing de influência gera um retorno de US$ 7,65 para cada dólar investido
  • 40% dos internautas compraram imediatamente após verem um tweet de um influenciador
  • 30% das pessoas estão mais propensas a comprar quando recomendado por um influenciador.

4º Media Training

O porta-voz ou porta-vozes da empresa precisam ser treinados pela assessoria para empresas.

Os profissionais de uma empresa precisam saber o que falar, como falar e como agir em caso de “pegadinhas” em uma entrevista com a imprensa, seja ela escrita, televisiva, de meios digitais ou uma entrevista de rádio.

Entrevista para a imprensa

Parece que é fácil, mas nem sempre é. Conversar com um jornalista traz resultados quando resulta em matéria positiva, que mostra a empresa, seus serviços e trabalho diferenciado.

Agora, sem orientação, uma entrevista pode gerar retorno negativo. Por isso é tão importante as empresas de assessoria de comunicação orientarem o cliente antes, do que falar, de que forma, e principalmente, que jornalista não é amigo.

Muitas pessoas que dão entrevista para a imprensa, chamada no linguajar jornalístico como fonte, saem falando coisas que não querem que sejam publicadas.

A agência de assessoria de imprensa, ao aplicar o trabalho de media training, sempre orienta: não quer que saia na imprensa, não fale sobre o assunto.

Com essas dicas é possível avaliar as empresas de comunicação do mercado sabendo quais são os serviços mais importantes hoje para uma assessoria que impulsione os negócios.

5º Visibilidade

Quando uma agência de assessoria de imprensa divulga um texto (release) de um cliente, ela está mostrando aos jornalistas de veículos como rádio, tv, jornal, internet ou revista a importância das ações da empresa e o sugerindo como fonte. 

É muito interessante que às vezes duas empresas que atuam no mesmo segmento, desenvolvem ambas um bom trabalho, mas não tem o mesmo destaque pela mídia.

A empresa que aparece na imprensa é a que tem um trabalho de assessoria para empresa estruturado com um bom planejamento de comunicação.

A visibilidade de uma empresa é intensificada com os serviços oferecidos pelas empresas de comunicação. Por exemplo, um site (plataforma online) com boa audiência atrai mais pessoas que possam se interessar pelo negócio oferecido.

Muitas empresas não têm ideia que seu conteúdo interno pode se tornar um material rico para fornecer aprendizado, engajamento e relacionamento com a marca.

Por isso é tão importante a assessoria de imprensa digital que sabe como desenvolver conteúdo de qualidade para atrair mais pessoas para sites e blogs das empresas de diversos setores.

Escrito por: Bruna Rodrigues

Administração e Sucesso