A segurança do trabalho é considerado um repartimento de extrema importância numa empresa. A partir deste setor são feitos meios para proteger o trabalhador de acidentes de trabalho, além de fazer trabalho preventivo na saúde do colaborador e, consequentemente, auxiliar a produtividade de uma empresa. Os cursos técnicos ou tecnólogos de Segurança no Trabalho, e seus cursos de extensão, geralmente têm duração curta e buscam inserir o estudante no mercado de trabalho rapidamente para que o mesmo possa suprir a demanda específica de cada empresa.

Segurança do trabalho

Durante o curso, o aluno aprende a gerenciar atividades de segurança no trabalho, planejar atividades produtivas, implantar e operar sistemas de segurança laboral, dentre outras atividades. Além disso, o profissional deve estar intimamente atualizado com as Normas Regulamentadoras (NRs) de segurança determinadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) que têm como finalidade preservar a segurança do trabalho no ambiente laboral.

A NR12, por exemplo, tem como objetivo garantir que quaisquer máquinas e equipamentos sejam seguros para o uso do trabalhador. Esta norma exige que todos os equipamentos utilizados em serviço tenham informações completas sobre todo seu ciclo de vida – desde o transporte e utilização até a manutenção e vida final da máquina. Além disso, segundo a norma, é de responsabilidade do gestor da empresa implantar medidas de proteção para a utilização segura de máquinas e equipamentos e que o mesmo deve, também, adotar medidas adequadas para colaboradores deficientes que estejam envolvidos direta ou indiretamente com o trabalho.

Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Brasil é o quarto país com maior número de acidentes laborais no mundo, atrás apenas da China, Índia e Indonésia. Nesse sentido, a NR11 determina as normas de segurança a serem cumpridas nos locais de trabalho em que são executados armazenagem, manuseio, transporte e movimentação de materiais com máquinas transportadoras – atividades que podem ser geradores de acidentes sem as devidas precauções. A NR11 especificamente busca, também, a capacitação devida de cada funcionário para que o mesmo seja treinado e tenha total domínio da atividade que exerce.

É importante ressaltar que a segurança no trabalho, além de uma obrigatoriedade por parte do empresário, é um investimento num ambiente de trabalho mais seguro e fluído o que fará os colaboradores mais entusiasmados com o trabalho e alavancará tanto a produtividade quanto a boa imagem da empresa.

Escrito por: Rafaela Roque Fernandes