O sonho de muitos brasileiros é adquirir a casa própria, sair do aluguel e ter um lugar para chamar de seu. Já em outros casos, pessoas investem na compra de casas, seja para revenda ou aluguel para terceiros. Independente dos casos citados, a pergunta que fica é:  compensa ou não a compra de um imóvel na atual conjuntura do mercado? Este texto traz algumas sugestões e dicas para você adquirir de maneira segura e sem arrependimentos o imóvel dos seus sonhos, e elucida dúvidas na hora de fechar o acordo.

dinheiro

O grande dilema para quem poupa dinheiro para investir em um imóvel é saber se vale a pena comprar para alugar ou como forma de um bem de consumo. O financiamento da casa própria é longo, podendo durar até 30 anos. Hoje em dia, existem diversas formas de aquisição e você precisa se informar bastante para escolher a que oferece a melhor rentabilidade para o seu dinheiro.

Comprar imóvel para alugar ou fazer um investimento financeiro?

Eis a pergunta, para quem poupa dinheiro para esta aquisição, existem no mercado diversas formas de aplicação, dentre elas produtos de renda fixa, comprar papéis de renda variável ou, ainda, pode comprar um imóvel para alugar. Por muitos anos comprar uma casa para aluga-la era uma garantia de retorno financeiro, já que os preços dos imóveis cresciam de maneira que valia a pena a compra para este fim. Porém nos últimos anos a instabilidade no mercado imobiliário pode acarretar perdas futuras de dinheiro, já que a variação nos preços está cada vez maior.

Por muitos anos investimentos do governo federal ajudaram na compra e financiamento a juros baixos, isso ocasionou um número de construções nunca antes visto nos grandes e médios centros urbanos no país. Em Campo Grande MS por exemplo, basta andar em bairros para ver o número expressivo de casas a venda. No entanto, atualmente o crédito diminuiu e as pessoas passaram a enfrentar dificuldades para reunir a quantia suficiente para comprar um apartamento ou casa, em função dos preços muito altos. Quem destinou o imóvel para aluguel se viu obrigado a baixar muito o preço, recebendo menos do que a prestação que pagava pelo imóvel.

Muitos especialistas afirmam que a aquisição da casa própria não é um investimento, mas sim, um bem de consumo, já que o imóvel não traz retorno financeiro. Por exemplo, para quem tem um único imóvel com a finalidade de moradia, valorização não significa um investimento.

Para aqueles que possuem mais de um imóvel um para moradia e outro, para investimento, sempre existe a dúvida, vendo a casa agora ou espero que se valorize mais? É preciso muita reflexão, porém a melhor alternativa, é vender, já que o lucro é garantido.

Outra opção interessante para adquirir um imóvel, é o pagamento a vista, pois essa maneira você pode atingir um desconto de até 30% do valor do imóvel. Há também a possibilidade de usar o FGTS para o valor de entrada e até integral, isso dependerá do seu valor retido no fundo. É importante ressaltar, se você já tem uma residência quitada e pretende trocar por outra melhor e mais cara, é preciso cautela e planejamento, conhecer o entorno desse novo imóvel, que, geralmente, aumentará o padrão de vida em 10% a 20%. Devido aos gastos com padaria, escola, gasolina, supermercado, por exemplo. Enfim, deve-se colocar na ponta do lápis tudo isso antes de tomar a decisão.

 

Sharing is caring!

(Visited 117 times, 1 visits today)