A desilusão da Copa e das Olimpíadas no Brasil é muito maior do que os benefícios que irão ficar para a posteridade

Quando o Brasil foi escolhido para sediar a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 isso foi motivo de muita alegria por parte de muitos brasileiros. Isso porque o Brasil foi sede da Copa do Mundo em 1950 e teria uma nova oportunidade para ganhar o título em casa. Pelas Olimpíadas porque depois de se candidatar a vaga por várias vezes finalmente o país foi escolhido como sede. Até aí tudo bem.

A desilusão da Copa e das Olimpíadas no Brasil

O problema é que o país não tinha condições de sediar uma Copa do Mundo e muito menos uma olimpíada.

Percebemos isso observando que a maioria dos estádios não ficaram prontos dentro do prazo estipulado pela FIFA sendo entregues muito próximo do início do evento e mais ainda porque muitas obras que deveriam ter sido entregues antes da Copa dois anos depois ainda não foram concluídas. Essas obras incluíam reformas em aeroportos, melhorias do tráfego urbano e novos sistemas de transporte. A maior prova disso é o VLT de Cuiabá que até hoje ainda não saiu do papel e não tem data para ser entregue.

Para sediar a Copa os Estados precisaram realizar empréstimos junto ao Governo Federal para fazer estádios e as demais obras. Hoje os estados estão passando por dificuldades financeiras, não apenas por causa da crise que o país enfrente, mas sim por ocasião da Copa do Mundo que já terminou dois anos atrás. O pior de tudo é que nem ao menos ganhar a Copa nossa seleção conseguiu, mas deu o maior vexame da história da seleção brasileira.

Com as Olimpíadas é a mesma coisa. O Estado do Rio de Janeiro está gastando o dinheiro que não tem para concluir todas as obras e mesmo assim corre o risco de não conseguir terminar tudo a tempo. A saúde e a segurança no estado está um caos por falta de investimentos e mesmo assim rios de dinheiro precisam ser destinados para que as obras possam ser concluídas.

Muitos atletas desistiram de participar das Olimpíadas no Rio por medo de doenças como a Zika Vírus e outros estão preocupados com a poluição das águas onde serão realizadas as provas aquáticas.

O pior de tudo é saber que o Estado ficará endividado depois que as Olimpíadas terminarem e não existe comprovação que depois de tudo terminado estas obras serão destinadas para outros fins beneficiando a população que tanto precisa de infra-estrutura e áreas de lazer. Espero que não se tornem em prejuízo como alguns estádios que foram construídos para a Copa do Mundo e que hoje a renda obtida não é suficiente nem ao menos para bancar a manutenção, quem dirá para pagar o valor que foi gasto em sua construção.

Sharing is caring!

(Visited 384 times, 1 visits today)