Administração e Sucesso

Assuntos sobre administração, economia, política, atualidades, educação, dicas para Word, Excel e muito mais

Mês: fevereiro 2016

Chegou a hora de declarar o Imposto de Renda 2016

Mais uma vez chegou a hora de declarar o Imposto de Renda 2016

Nesta terça-feira dia 1º de março de 2016 a Receita Federal começa a receber as declarações de Imposto de Renda (IRPF) 2016 ano-base 2015.

 

Chegou a hora de declarar o Imposto de Renda 2016

Deve fazer a declaração aquele que recebeu no ano de 2015 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.123,91

Aqueles que tiveram o imposto retido na fonte devem fazer a declaração a fim de conseguir restituir o valor que ficou retido, ou pelo menos uma parte dele. Mesmo que você não seja obrigado a declarar, mas teve algum valor retido na fonte precisa fazer a declaração para conseguir a restituição.

Para ter uma ideia de quanto é possível restituir o contribuinte pode fazer uma simulação utilizando o simulador disponível no site da Receita Federal no link a seguir. Simulador da Receita Federal

Veja aqui a tabela progressiva do Imposto de Renda

Para você que pretende restituir algum valor e tem pressa para receber é importante fazer a declaração logo no início do período, pois aqueles que deixam para a última hora para fazerem a entrega da declaração também serão os últimos a receberem a restituição.

Formatar células no Excel 2013

Vamos ver como formatar células no Excel 2013

Vamos supor que você já tenha uma tabela com todos os dados inseridos, agora vamos ver como formatar os dados dentro das células.

Os títulos das colunas e das linhas podem ser formatados com Negrito, itálico e também pode ser modificada o tipo e a cor da fonte conforme vemos a seguir.

Formatar células no Excel 2013

Selecione as células e formate o texto com as opções Negrito e Centralizado utilizando as opções do menu Página Inicial.

2

Ainda com o texto selecionado selecione uma cor de preenchimento conforme a seguir.

3

Selecione todos os dados a serem formatados e caso sejam valores contábeis clique no ícone corresponde conforme a imagem a seguir.

4

Para escolher outros tipos de formatação mantenha todas as células selecionadas e clique com o botão direito do mouse em formatar células.

5

Aqui você retirar as casas decimais conforme vemos a seguir. Caso os números não sejam contábeis você pode escolher uma das outras opções existentes, como data, hora, etc.

6

Aqui escolha o alinhamento das células

7

Modifique a fonte, a cor e o tamanho da fonte, coloque itálico e negrito clicando nos lugares correspondentes.

8

Aqui escolha o estilo das bordas e a sua espessura, assim como onde as bordas serão inseridas

9

Escolha os efeitos de preenchimento

10

Escolha se pretende bloquear alguma das células

11

Se você pretende somar as células conforme vemos a seguir não é preciso executar este processo em todas as colunas. Selecione a célula onde já está a soma

12

Posicione o mouse no canto da célula até que o cursor fique em formato de +, em seguida arraste.

13

A opção de arrastar células funciona sempre que você tiver a intenção de utilizar a mesma formula inserida em outra linha ou coluna.  Basta seguir o exemplo acima.

Curta nossa página no Facebook

Compre o e-book na Amazon

O perfil do novo profissional

O perfil do novo profissional: saiba o que está sendo valorizado pelo mercado

Você sabe quais são os comportamentos valorizados pelas empresas atualmente? O mercado de trabalho evolui rápido e talvez você não consiga acompanhar quais são as exigências do momento.

Retração econômica. Tecnologia. Inovação. Consumidores pouco fiéis às marcas. Neste novo panorama, a necessidade das empresas é por um profissional ainda mais flexível e com mais capacidade de análise e decisão.

Neste post traçamos uma comparação entre o perfil do profissional desejado hoje pelo mercado e o trabalhador 2.0 que circulava pelas empresas até outro dia – já habituado a trabalhar em equipe e acostumado a ver a tecnologia inserida em sua rotina.

Confira na infografia a seguir, e logo abaixo explicamos melhor cada uma das características do novo profissional.

O perfil do novo profissional

COWORKING: O profissional contemporâneo não fica encerrado em salas de escritórios. Ele precisa observar o que está acontecendo em seu entorno e trocar ideias com pessoas que possam contribuir para seu trabalho. Estão na moda os espaços de coworking, que são mais amigáveis que os escritórios tradicionais e favorecem o networking. Saiba trabalhar com ruídos ao seu redor e use as “distrações” do ambiente para estimular sua criatividade.

NÔMADES DIGITAIS: Conhece essa expressão? Se refere aos profissionais que não tem residência fixa e que têm a possibilidade de trabalhar desde qualquer lugar que tenha conexão à Internet. Esta filosofia é ideal para quem trabalha, por exemplo, como blogueiro de viagem, designer, freelancer em geral ou profissionais da área de TI. Essas pessoas fazem de viajar o seu trabalho, ou conciliam seus trabalhos com conhecer o mundo!

ATITUDE: Ser proativo não significa mais que você tenha um diferencial em relação a outros profissionais. As empresas já partem do pressuposto de que você vai contribuir com novas ideias e sugestões de melhoria, e não simplesmente seguir o script sem questionar.  Atualmente, além de dar uma ideia, é preciso colocá-la em prática, acompanhar seu desenvolvimento e medir os resultados. O profissional atual tem iniciativa, atitude e trabalha com indicadores de desempenho.

CARREIRA: Sem paciência para esperar uma progressão vertical dentro do organograma de uma só empresa, o profissional vai trocando de emprego e ocupando novos cargos. A cada nova oportunidade, desenvolve novas habilidades e adquire experiência. É cada vez mais comum que o funcionário volte para a empresa inicial, porém ocupando uma posição muito mais superior, e em menos tempo do que se esperasse o curso natural das ascensões dentro da companhia.

ANÁLISE: Ter acesso à informação já não é mais um desafio. Além do Google, existem inúmeras fontes de dados brutos, como estudos, relatórios de institutos de pesquisa, ou até mesmo outro departamento que possa facilitar os números para você. A chave, agora, é analisar e interpretá-los de maneira estratégica. Traduzir esses dados em informação útil para a empresa.

PODER DE DECISÃO: Ainda é necessário ser rápido para reagir frente a situações críticas e importantes. Porém, hoje, o profissional médio tem cada vez mais capacidade para decidir sobre as tarefas que deve dar prioridade. Não é mais o chefe quem decide o que você deve fazer, quando e como. O trabalhador possui muito mais autonomia, e precisa saber responder a esta responsabilidade.

AUTO-APRENDIZAGEM: A capacitação formal – a que vem de cursos superiores ou de especialização – não é mais suficiente. O profissional é exigido a desenvolver tarefas novas a cada dia, e para isso precisa absorver novas competências. Esqueça os vários dias de treinamento, na maioria das vezes você terá que buscar fontes de consulta e aprender sozinho a desempenhar as novas atividades.

REINVENTAR-SE: Se as necessidades do consumidor mudam muito rápido, por que as empresas teriam que manter-se imutáveis? Seria um tiro no pé, não é mesmo? Portanto, com cada vez mais frequência as empresas mudam suas estratégias e até mesmo seu negócio. Além de ser flexível quanto às tarefas que é capaz de realizar, o profissional de sucesso tem que participar ativamente das transições, contribuir para novas mudanças e continuar perfeitamente integrado ao DNA da empresa.

IDIOMAS: Quem nunca colocou no currículo “conhecimento intermediário em inglês”? Pode parecer duro, mas, atualmente, isso não representa nada. Se você quer ter uma carreira de sucesso, tenha em mente que é preciso ter um domínio bastante consistente do idioma, e mais: conhecer a cultura do país, os hábitos de consumo, como as pessoas costumam fazer negócios ali, e até mesmo as datas comemorativas importantes para aquele povo.

MOBILIDADE: Você está acostumado a ter sua própria estação de trabalho, com seus arquivos gravados no “seu” computador da empresa? Esqueça isso. Utilizar serviços de armazenamento na nuvem é muito mais prático  e permite que você e seus colegas de trabalho possam  acessá-los de casa ou do celular, a qualquer momento. Aliás, acessar e-mails em qualquer hora do dia é uma característica do novo profissional.

Fonte do artigo: http://www.bebee.com/

Referência absoluta no Excel 2013

Vamos ver como utilizar referência absoluta no Excel 2013

A referência absoluta pode ser utilizada para manter um cálculo para determinados valores, como um desconto para produtos, por exemplo. Assim você não precisa digitar a mesma fórmula todas as vezes que precisar.

Utilize o cifrão antes da célula para travar a célula e outro para travar a linha. Assim todos os valores serão calculados com base no conteúdo desta célula. A célula que deve ser travada deve ficar da seguinte maneira:

$C$13

Vamos supor que determinada célula será multiplicada por um valor e todas as outras também. Faça da seguinte maneira:

D5*$C$13

Vamos ver um exemplo aplicado a seguir:

Referência absoluta no Excel 2013

No exemplo acima foi utilizada a percentagem, juros de 20% para as compras a prazo e desconto de 10% para compras à vista.

Foi utilizada a seguinte fórmula:

Preço parcelado =(D4)*$C$15+D4

A fórmula *$C$15 corresponde à célula que contém o valor de 20%.

Preço à vista =(D4)*$C$16-D4

A fórmula *$C$16 corresponde ao desconto de 10% da célula correspondente.

A utilização de referência absoluta depende de qual será a sua necessidade. Utilize a criatividade na hora de criar as tabelas.

Lembre-se, sempre que quiser transformar uma célula em referência absoluta utilize o cifrão $.

Curta nossa página no Facebook

Como fazer cálculos simples no Excel 2013

Vamos ver como fazer cálculos simples no Excel 2013

O Microsoft Excel é uma planilha eletrônica e com ela conseguimos realizar vários cálculos sem a necessidade de ter uma calculadora em mãos. Os cálculos podem ser feitos utilizando as funções existentes ou digitando a fórmula desejada como veremos a seguir.

Para calcular os dados primeiro selecione os números na tabela como podemos ver a seguir e então clique no ícone Soma para ver as opções existentes.

Como fazer cálculos simples no Excel 2013

Após clicar no ícone soma o calculo será feito automaticamente.

2

Note que ao clicarmos na célula onde a soma está aparecendo poderemos ver qual é a fórmula que foi inserida.

3

Esta fórmula também pode ser inserida manualmente da seguinte maneira. Basta digitar a fórmula a seguir =SOMA(C4:C15) ou ainda digitar o sinal de igual e depois a palavra SOMA e abrir parênteses, depois como o mouse selecione as células que pretende soma e feche parênteses, depois dê Enter.

Ainda com as células selecionadas é possível realizar os outros cálculos como vemos a seguir, Média, Máximo e Mínimo. Basta clicar nos ícones para que os resultados apareçam na tabela.

4

As fórmulas também podem ser inseridas apenas digitando os dados como vemos a seguir:

=MÉDIA(C4:C15)

=MÁXIMO(C4:C15)

=MÍNIMO(C4:C16)

Ao clicar no ícone em mais funções uma janela se abrirá onde podemos escolher outras funções a serem utilizadas.

6

Da mesma maneira podemos realizar a subtração digitando a fórmula a seguir.

=SOMA(C16-F9)

5

A multiplicação é feita utilizando o asterisco:

=SOMA(F10*F13)

7

A divisão é representada pelo sinal /

Neste caso supomos que o lucro é dividido entre os dois sócios da empresa e dividimos o lucro conforme a seguir.

=SOMA(F15/2)

8

A princípio são cálculos simples e fáceis de serem realizados, mas em uma planilha grande e complexa com muitos dados eles são muito úteis e facilitam o nosso trabalho.

Como o próprio título desta postagem diz são cálculos simples, mas podemos realizar muitas outras fórmulas complexas no Excel.

Compre aqui meus e-books

Curta nossa página no Facebook

Administração e Sucesso