Administração e Sucesso

Assuntos sobre administração, economia, política, atualidades, educação, dicas para Word, Excel e muito mais

Quais ensinamentos podemos tirar desta Copa do Mundo

Copa do Mundo no Brasil

Copa do Mundo 2014

A cada quatro anos é a mesma história, os brasileiros ficam ansiosos por mais um título da nossa seleção brasileira. Não importa se o time é excelente ou meia boca, o brasileiro sempre quer o título. No entanto, apesar de o Brasil ser o maior campeão até o momento com cinco títulos, está é a vigésima Copa do Mundo, e o Brasil só ganhou cinco. Isso quer dizer a cada quatro Copas disputadas o Brasil ganha apenas uma, se esta média prosseguir nas próximas quatro Copas o Brasil vai ganhar apenas uma. A Itália já ganhou a Copa quatro vezes, com mais um título já se iguala ao Brasil e se a Alemanha ganhar esta já se igualará a Itália também. Existem outras seleções que podem ganhar, o Brasil não é o único favorito, além disso, novos campeões surgiram nas últimas Copas, França em 1998 e Espanha em 2010.

Nossa seleção passou vinte e quatro anos sem ganhar a Copa até o título de 1994 nos Estados Unidos, a mesma coisa aconteceu com a Itália que ficou vinte e quatro anos até ganhar novamente em 2006 na Copa da Alemanha. A própria Alemanha está a vinte e quatro anos sem vencer, sua última conquista foi em 1990 e a Argentina não ganha desde 1986, qualquer que seja a vencedora sairá de um longo jejum sem título. O próprio Brasil já estará a dezesseis anos sem ganhar a Copa em 2018 na Rússia.

Não é de hoje que a maioria dos jogadores brasileiros convocados para a seleção brasileira atuam no futebol europeu, os clubes não conseguem segurar seus craques e cada vez mais cedo eles são vendidos para os clubes do velho continente. Prova disso foi nossa seleção nesta Copa, dois goleiros reservas e dois atacantes que atuam no Brasil foram convocados, por sinal os dois atacantes já passaram pelo futebol europeu e apenas um foi titular. Analisando os convocados para a seleção alemã, dezesseis jogadores atuam no futebol alemão, dos que entraram em campo contra o Brasil seis jogam no Bayern de Munich. Isso mostra a incapacidade do futebol brasileiro em manter seus jogadores atuando no país, eles só voltam quando não estão bem na Europa, o sonho de todos é jogar na Europa e esse tem sido um critério para atuar pela seleção brasileira em Copas do Mundo. Outro detalhe foi a utilização de um atacante de 36 anos pela seleção alemã, Klose mesmo com seus 36 anos foi titular contra o Brasil e já marcou dois gols nesta Copa se tornando o maior artilheiro de todas as Copas. Os técnicos brasileiros não gostam de jogadores veteranos, exemplo disso que Rivaldo ficou fora da Copa de 2006 quando tinha plena forma aos 34 anos, Kaká ficou fora desta Copa com 32 anos. O próprio Romário ficou fora da Copa de 2002 por indiferenças com Felipão, apesar de estar com 36 anos Romário estava em seu melhor momento na carreira, foi a época que marcou mais gols e era o maior artilheiro da seleção brasileira em atividade, ainda bem que tínhamos Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo e o Brasil foi campeão assim mesmo.

Torcida não ganha jogo. Se torcida ganhasse jogo a seleção da China ganharia todas as Copas. É muito bonito a torcida cantando o Hino Nacional Brasileiro nos estádios, mas não passa disso, aliás o Hino Nacional deveria ser cantado nas escolas e em todo e qualquer tipo de evento, afinal é o Hino Nacional Brasileiro e não o Hino da seleção brasileira.

Um técnico brasileiro não ganha a Copa duas vezes com a seleção brasileira, Zagallo ganhou em 1970 e não conseguiu em 1998, Parreira foi campeão em 1994 e tentou em 2006 e Felipão venceu em 2002 e não conseguiu em 2014, o único a conseguir tal feito foi Vittorio Pozzo com a Itália em 1934 e 1938.

Ganhar a Copa das Confederações não serve de parâmetro para a Copa do Mundo. Felipão disse que a seleção ganhou a Copa das Confederações e o time estava pronto para a Copa do Mundo. No entanto, nunca uma seleção campeã da Copa das Confederações conseguiu ganhar a Copa do Mundo no ano seguinte e isso se confirmou mais uma vez. Além disso, nenhum dos participantes da Copa das Confederações conseguiu passar para as quartas de final desta Copa do Mundo com exceção do Brasil. Isso mostra que os adversários não eram tão bons assim e que o Brasil não estava com esta bola toda.

Sharing is caring!

(Visited 97 times, 1 visits today)

1 Comment

  1. Agora a sina dos 24 anos está completa, Brasil, Itália e Alemanha esperaram o mesmo tempo para conquistar o tetracampeonato. Com o Tricampeonato foi parecido, Brasil foi tricampeão em 1970, Itália em 1982 e Alemanha em 1990. Sempre o Brasil foi o primeiro, com exceção do primeiro título que foi do Uruguai e do primeiro bicampeonato que foi da Itália.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares
Administração e Sucesso