Administração e Sucesso

Assuntos sobre administração, economia, política, atualidades, educação, dicas para Word, Excel e muito mais

Mês: janeiro 2014

Usina Hidrelétrica Teles Pires: o progresso no meio da floresta amazônica

Usina Teles Pires

Teles Pires

Desde o mês de agosto de 2011 está em construção a Usina Hidrelétrica Teles Pires que está localizada em rio de mesmo nome. Fica localizada no norte de Mato Grosso, mas precisamente entre os municípios de Paranaita – MT, Alta Floresta – MT e Jacareacanga – PA.

A obra com orçamento de aproximadamente 4 bilhões de reais deve começar a gerar energia já no início de 2015 e sua construção deve ser finalizada ainda no ano de 2015.

Esta grandiosa obra trouxe o progresso para a região, aproximadamente 5.000 pessoas estão trabalhando na obra atualmente. Todas estas pessoas aqueceram o comércio da região. Uma obra de asfalto que liga Alta Floresta a Paranaita foi concluída no fim de 2013, num total de 38 Km de pavimentação, esta obra era anseio da população desde a sua fundação nos anos 80.

Para facilitar a construção da usina a Odebrecht que é responsável pela obra construiu uma ponte que cruza o Rio Teles Pires, ligando o Estado de Mato Grosso ao Pará. A ponte tem 200 metros de comprimento e mão dupla construída com ferro e concreto.

A Usina Teles Pires terá capacidade para produzir 1.820 Megawatts, energia suficiente para uma cidade como o Rio de Janeiro.

Além da Usina Teles Pires existe outra usina em construção no município de de Colíder no mesmo Rio Teles Pires, outra deve ser construída no município de Sinop, outra em Apiacás e ainda a Usina de São Manoel .

Certamente existem muitas pessoas que são totalmente contra estas obras, mas são necessárias. Será que alguém que é contra estas obras quer abrir mão de sua TV, computador, ar-condicionado, geladeira, forno elétrico, etc. Acredito que não.

Esta semana a Companhia Hidrelétrica Teles Pires promoveu seu Seminário Anual de Resultados dos Programas Ambientais no qual eu estive presente. O encerramento do primeiro dia em Alta Floresta contou com a participação do jornalista econômico Paulo Henrique Amorim da Rede Record, que inclusive visitou as obras da usina.

É impressionante a quantidade de programas que são realizados pela companhia para reduzir os impactos causados pela construção da usina. Controle da qualidade da água, da contaminação do solo, abalos sísmicos que podem ocorrer por causa da usina, coleta de plantas e sementes, produção de mudas para povoar as áreas que já estão liberadas, monitoramento da fauna, identificação de novas espécies, etc.

Só mesmo vendo para acreditar na quantidade de ações que uma obra dessas desenvolve durante sua construção e depois vai gerar energia para o desenvolvimento do Brasil.

Fonte da imagem: http://www.uhetelespires.com.br/site/wp-content/uploads/2014/01/07.-Circuito-de-Gera%C3%A7_o-Tomada-d%C3%A1gua-Vista-geral-de-montante-do-andamento-das-obras-civis.jpg

Os atrasos da Copa do Mundo 2014

Mais de 6 anos se passaram desde a certeza de que o Brasil seria sede da Copa do Mundo em 2014. Teoricamente já deveria estar tudo pronto, afinal seis anos é bastante tempo. Os estádios da Copa deveriam ser entregues até o final de 2013. Já estamos em 2014 e tem estádio que corre até o risco de ficar fora da Copa porque ainda não está pronto. O caso mais crítico é na minha opinião o mais surpreendente, Curitiba um exemplo de cidade brasileira não conseguiu cumprir os prazos e ainda corre o risco de ficar fora da Copa.

A Arena Corinthians deve ser entregue apenas em abril, a Arena Pantanal e o estádio de Manaus devem ser concluídos antes, porém pode não haver tempo suficiente para a realização de todos os testes exigidos pela FIFA.

Se fossem apenas os estádios não era problema. Existem obras que foram planejadas para serem utilizadas durante a Copa, como as obras de mobilidade urbana, as reformas dos aeroportos, etc. É como planejar um aniversário e o bolo ficar pronto só depois da festa.

O pior disso tudo é realmente os gastos, as obras de mobilidade urbana, os aeroportos e outras obras do tipo irão ficar para a população, embora com custos muito além dos planejados. Já os estádios irão custas 3 vezes mais do que o Governo planejou, seriam aproximadamente 2,6 bilhões e na realidade vão consumir 8,9 bilhões.

É muito dinheiro investido em algo que não trará benefícios diretos para a população

Novo Salário Mínimo de 2014: o que dá para fazer com ele?

Salário mínimo

Salário Mínimo

A partir do dia 01/01/2014 está vigorando o novo valor para o salário mínimo, R$ 724,00 é o valor que passam a receber todos os assalariados do Brasil, com exceção de algumas cidades onde são estabelecidos salários mínimos regionais. Um aumento de apenas R$ 46,00, ou mais precisamente o aumento não atinge nem ao menos 7% de reajuste. Se fosse aumento real até que seria razoável, mas este aumento não passa de simples ilusão.

A inflação no ano de 2013 atingiu valores próximos de 6%, ou seja, este aumento do salário mínimo repõe as perdas da inflação e dá ao salário mínimo um aumento real de apenas 1% aproximadamente.

A cesta básica custa em média mais de R$ 300,00, ou seja, quase metade do salário mínimo. Considerando que uma família não consegue passar o mês apenas com os itens da cesta básica, é certo que o gasto com alimentos e outros itens fica muito acima deste valor. Além da alimentação ainda entra o valor do aluguel, transporte, vestuário, educação, saúde e lazer. Tarifa de energia elétrica, água e gás de cozinha. Acredito que nem ao menos seja necessário fazer os cálculos para saber que é simplesmente impossível viver com dignidade recebendo este valor mensalmente.

Ainda tinha esquecido do desconto do INSS, quem recebe salário mínimo paga 8% de INSS, ou seja, recebe líquido apenas R$ 666,00.

2013 in review

The WordPress.com stats helper monkeys prepared a 2013 annual report for this blog.

Here’s an excerpt:

The Louvre Museum has 8.5 million visitors per year. This blog was viewed about 170,000 times in 2013. If it were an exhibit at the Louvre Museum, it would take about 7 days for that many people to see it.

Click here to see the complete report.

Resultado final do concurso público para técnico administrativo do IFMT foi homologado

Foi publicado a homologação do resultado final do concurso público para técnicos administrativos do Instituto Federal de Mato Grosso.

A lista com os aprovados e classificados pode ser encontrada no link abaixo:

http://www.ifmt.edu.br/?_=/noticias/1008454&wtd=MGFUSNIrBjcImsPD

Resultado da prova objetiva do Concurso da Assembleia Legislativa de Mato Grosso foi divulgado

A Fundação Getulio Vargas – FGV divulgou o gabarito definitivo das provas objetivas do concurso público da Assembleia Legislativa, para provimento de cargos de Procurador Legislativo 3ª Classe e níveis Médio e Superior. Porém, o candidato ainda terá dois dias para questionar as informações, a partir de sexta-feira (10). Na próxima semana, após análise dos possíveis recursos, a classificação geral será divulgada, informa a FGV.

Aproximadamente 33 mil candidatos se inscreveram para o certame. E os aprovados para nível superior foram aqueles que acertaram 42 questões no total, sendo dessas, no mínimo, 15 de conhecimentos específicos e 20 de conhecimentos básicos. Para nivel médio foram aprovados os que acertaram 36 questões no geral, sendo dessas, o mínimo 10 questões de conhecimentos específicos e 20 de conhecimentos básicos. Mas, só serão chamados os primeiros colocados até o preenchimento do número de vagas ofertadas. 

Prova Prática – Na próxima semana será divulgado o edital de convocação dos candidatos classificados para as provas práticas, que têm previsão para acontecer de 20 a 27 de janeiro, na sede do Legislativo Estadual.

O coordenador da Comissão Especial do Concurso da AL, Valdenir Benedito, informou que o certame segue de acordo com o prazo estabelecido. “Está tudo transcorrendo normalmente de acordo com o cronograma”. O concurso tem a validade de dois anos, sendo permitida a sua prorrogação por mais dois. Acompanhe o passo a passo no site: www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/almt.

CONCURSO – O Concurso Público AL foi aberto para o preenchimento de 430 vagas, sendo 91 vagas imediatas e 127 para a formação de cadastro de reserva para cargos de Nível Médio, com salário de R$ 2.286,22. Mais 74 vagas imediatas e 130 para formação de cadastro de reserva para cargos de Nível Superior, com salário inicial R$ 5.034,88. E mais oito vagas para cargos de Procurador Legislativo, sendo três para contratação imediata, com salário de R$ 6.057,00.

As provas foram realizadas em 27 unidades de ensino de Cuiabá e Várzea Grande. Foram 11.305 candidatos aos cargos de Nível Superior, totalizando 15,33% de abstenção, com 1.733 ausentes. Já para o Nível Médio, 17.579 candidatos fizeram a prova. Nesse caso, o índice de abstenção foi 15,47%, 3.217 ausentes.

Fonte: http://www.al.mt.gov.br/TNX/conteudo.php?cid=39835&sid=44

Administração e Sucesso