Praticamente todos os estádios para a realização da Copa do Mundo no Brasil em 2014 estão sendo totalmente reconstruídos. Algumas excessões como a construção de um estádio novo em São Paulo, e as reformas de outros como a Arena da Baixada em Curitiba, e o Beira Rio em Porto Alegre. A verdade é que alguns destes estádios são realmente muito utilizados e tem total condições de serem mantidos. Mesmo que tenham sido erguidos com dinheiro público, o que não é correto na minha opinião em um país onde falta educação, saúde, transporte, habitação, etc.

      Por outro lado existem estádios sendo erguidos onde não existe público suficiente para uma média razoável por jogo. Ou melhor dizendo, os times de futebol local não empolgam o torcedor, pois não participam nem ao menos da primeira divisão do futebol brasileiro. Estes estádios terão muito mais dificuldades para serem mantidos sem prejuízos para os cofres públicos.

      Todos os estádios que serão utilizados na Copa das Confederações do Brasil deveriam ter sido entregues em dezembro de 2012, mas como todos sabem apenas 1 estádio foi entregue na data prevista, o Estádio Castelão no Ceará. O estádio do Maracanã deve ser entregue bem próximo da competição.

      Já para a Copa do Mundo cogitaram até em mudar a abertura do mundial de São Paulo para Brasília, caso o Estádio que está sendo construído não fique pronto a tempo. Este é apenas um problema, outro problema é que os estádios estão custando mais do que o previsto inicialmente.

      Os estádios vão ser entregues fora do prazo, mas serão entregues. A preocupação é com a qualidade destas obras depois dos últimos acontecimentos. O estádio do Maracanã já passou por enchente antes mesmo de sua inauguração. Já o Mineirão alagou com a chuva às vésperas de sua reinauguração. No entanto, estes problemas são prejudiciais apenas para os jogos. O que não podem ocorrer são problemas estruturais como aconteceram com o Estádio Engenhão. Um estádio com apenas 6 anos e foi interditado por falta de segurança.

 

Sharing is caring!

(Visited 26 times, 1 visits today)