Administração e Sucesso

Assuntos sobre administração, economia, política, atualidades, educação, dicas para Word, Excel e muito mais

Dia: 14 de agosto de 2012

O ENADE e a Responsabilidade dos Acadêmicos

ENADE 2012

Eu já escrevi aqui a respeito da importância da nota do ENADE para uma boa avaliação dos cursos superiores do Brasil, sendo que os cursos com notas muito ruins não apenas podem ser penalizados com suspensão de vestibulares, corte de vagas e até mesmo o fechamento do curso.

A responsabilidade da instituição de ensino superior é clara, além de oferecer estrutura física, biblioteca de qualidade e professores qualificados, a instituição é responsável por formar profissionais capacitados para atuarem no mercado de trabalho.

Mas onde entra a responsabilidade do acadêmico no ENADE? A prova do ENADE geralmente é realizada no mês de novembro em um domingo a tarde. Portanto, convencer a todos participarem não é tarefa fácil, mas como é obrigatório a participação acontece. No entanto, a prova do ENADE avalia o conhecimento do ingressante na faculdade e do concluínte, como exemplo posso citar o curso que estou fazendo. Em 2009 eu realizei a prova como ingressante e agora em 2012 vou realizar a prova como concluinte. A prova para o ingressante e para o concluínte são idênticas, pois a finalidade é avaliar o grau de conhecimento de ambos, ou seja, a nota do concluinte de maneira alguma pode ser menor do que a do ingressante. Se minha nota como ingressante foi 6,0 eu não posso tirar uma nota 5,00 como concluinte.

A prova é bastante cansativa e exige bastante atenção, acredito que é preciso de pelo menos uma hora apenas para ler a prova inteira, mas tem gente que entrega a prova em branco e outros marcam qualquer alternativa sem se preocupar se está certa ou errada.

A nota do curso da instituição é a média de todas as notas obtidas pelos alunos no ENADE, ou seja, não adianta alguns tirarem nota alta e a maioria ficar com nota baixa ou até mesmo zero. O resultado final será uma avaliação negativa do curso e isso será prejudicial para a instituição.

Portanto, a responsabilidade do aluno é grande, e apesar da prova ser realizada em um domingo a tarde os alunos não podem dizer que não existe motivação para realizar a prova e tirar notas boas, a motivação é mostrar que o conhecimento adquirido é muito superior ao do início da faculdade.

Leia também: O ENADE e a Avaliação dos Cursos Superiores

Dicas Para Melhorar Nossos Relacionamentos na Empresa

Relacionamentos na empresa

Clima organizacional

Nosso relacionamento com as pessoas muitas vezes não é bom, mas alguns gestos simples e um pouco de boa vontade podem mudar esta situação.

Vamos ver 14 dicas para melhorar nossos relacionamentos na empresa:

– Cumprimente os outros: é agradável receber a saudação de alguém que nos conhece. Por outro lado é muito desagradável quando alguém que conhecemos passa por nós sem notar-nos, como se fôssemos um estranho. Quando chegar na empresa não esqueça de dar bom dia, boa tarde, etc.

– Sorria para as pessoas: o esforço para dar um sorriso é muito menor do que o necessário para manter a cara fechada. É lógico que devemos saber a hora de sorrir, se não as pessoas podem confundir com deboche.

– Chame os outros pelo nome: você já prestou atenção em como é bom ouvir os outros lhe chamando pelo nome. É claro que existem as exceções, alguns gostam de serem chamados por apelido, mas só faça isso se a pessoa disser que prefere ser chamada assim.

– Seja amigo e prestativo: se você quer ter amigos, seja amigo.

– Seja cordial, fale e haja com toda sinceridade.

– Interesse-se sinceramente pelos outros: Se você não tiver interesse pelos outros, por que motivo eles vão se interessar por você ou pelo que você faz.

– Seja generoso ao elogiar, cauteloso ao criticar: É importante saber elogiar as pessoas quando elas merecerem, também é importante saber a hora certa de criticar uma pessoa. A crítica deve ser de forma construtiva, a fim de auxiliar a pessoa a melhorar no ponto que errou.

– Considere o sentimento dos outros. A contradição quase sempre existe, porém nem sempre somos nós que estamos certos.

– Ouça, aprenda e saiba reconhecer o valor dos outros.

– Preste favores sem esperar nada em troca: Se você fizer um favor esperando receber outro em troca, isso quer dizer que você agiu simplesmente por interesse próprio, sem intenção de ajudar o próximo.

– A dizer não, faça-o com delicadeza: muitas vezes em nossa vida somos obrigados a dizer não, precisamos agir com delicadeza para que os outros não pensem que estamos levando para o lado pessoal.

– Nunca devolva um ataque verbal: Se você for agredido verbalmente é melhor se controlar e ficar calado. Nessas horas podemos dizer um monte de bobagens e piorar mais ainda as coisas.

– Você não foi chamado, então não se intrometa, a menos que seja sua responsabilidade e você seja obrigado a isso.

– Não passe comentários negativos: Pense positivamente que assim as chances de as coisas darem certa aumentam.

Adaptado de Gestão Prática de Recursos Humanos – Autor Desconhecido

Administração e Sucesso