No Brasil a maior parte do transporte é realizado através de rodovias, ou seja, através de caminhões. A economia brasileira depende deste serviço, como dizia um slogan de antigamente, “sem caminhão o Brasil para” e isso é verdade, a greve dos caminhoneiros que aconteceu recentemente no Brasil em protesto as novas regras impostas aos motoristas é prova disso.

Isso acontece porque o Brasil nunca investiu como deveria em outras modalidades de transporte, como o ferroviário por exemplo. Além de não investir pesado em outras alternativas de transporte, o Brasil também não investe como deveria na manutenção das rodovias que estão em péssimo estado de conservação e além de encarecer o frete causam muitos acidentes.

O fato é que o Governo quer regularizar a profissão dos caminhoneiros para evitar o número de acidentes e respeitar as leis trabalhistas. No entanto, o Governo não dá condições para que a lei seja cumprida. Para que os motoristas possam parar para descansar é preciso que existam pontos de parada em vários pontos das rodovias, coisa que não existe e não há previsão de serem construídos. Os motoristas alegam que não há condição de cumprir a lei, pois os locais disponíveis para parada são apenas os postos de combustíveis e para poder estacionar no local é preciso consumir alguma coisa.

Outro ponto é a hora estabelecida para a entrega, muitas cargas possuem hora para chegar ao destino final, e isso geralmente é calculado sem levar em conta o descanso do motorista, para continuar cumprindo os horários seria preciso que cada caminhão tivesse dois motoristas, o que lógicamente aumentaria o custo do frete.

É fato que muitos acidentes ocorrem por imprudência, sono ao volante e uso de medicamentos para não dormir. Mas antes de impor regras para resolver estes problemas é preciso dar condições para que os motoristas possam trabalhar legalmente.

Sharing is caring!

(Visited 43 times, 1 visits today)