Administração e Sucesso

Assuntos sobre administração, economia, política, atualidades, educação, dicas para Word, Excel e muito mais

Mês: abril 2011

Será que é a Volta da Inflação Descontrolada?

Inflação, preço da gasolina

A inflação acumulada nos três primeiros meses de 2011 já é de 2,43 %, se continuar nesse ritmo pode chegar a 9 % ao fim do ano, a meta do governo é que não ultrapasse os 6,5 %, mas o aumento dos preços de determinados produtos como os combustíveis pode colaborar para que a inflação ultrapasse essa meta. O Banco Central subiu a previsão de aumento da gasolina para 2,2 % em 2011, esses dias eu paguei 5 % mais caro pela gasolina e fiquei sabendo que já subiu novamente, custava R$ 3,04 e subiu para R$ 3,20, desse jeito logo estaremos pagando R$ 4,00 o litro. As desculpas esfarrapadas não me convencem, dizem que o preço da gasolina subiu porque o preço do álcool subiu muito e 25 % da gasolina é composta de álcool, eu concordaria com essa teoria se quando o preço do álcool fosse lá embaixo a gasolina também tivesse seu preço reduzido. Nesta quinta 29/04/2011 a Presidente reduziu a mistura de álcool na gasolina que era de 25 % para 18 %, antes tinha que ser de no mínimo 20 %, se esse desconto for repassado ao consumidor pode ser que os preços parem de subir, mas não acredito que haja redução no preço da gasolina.

Considerando um preço médio de R$ 2,40 para o litro de álcool temos R$ 0,60 (25 %) de álcool na gasolina, com essa redução para 18 % teríamos apenas R$ 0,43 de álcool na mistura de gasolina, é uma diferença de R$ 0,17 centavos, mas por outro lado o consumo da gasolina aumentou consideravelmente devido ao alto preço do álcool, reduzindo a percentagem de álcool vai aumentar mais ainda o consumo da gasolina. Com o preço elevado do álcool não é vantajoso abastecer com o combustível, por outro lado se o preço estivesse muito baixo faltaria o produto, pois praticamente todos os veículos novos já são bicombustíveis, sempre o consumidor vai preferir o mais vantajoso.

Outra desculpa para o aumento dos preços é a alta do preço do barril de petróleo e as incertezas no mercado mundial, tudo bem que o barril subiu muitos dólares, mas o preço do dólar está caindo a cada dia que passa, e se o dólar estivesse a R$ 3,00 como no passado, então a gasolina estaria custando quanto, R$ 6,00 ou  R$ 7,00 o litro?

Aquela baboseira de auto-suficiência em petróleo serve para quê,  se o Brasil tem que seguir o mercado mundial, e o pré-sal vai mudar alguma coisa nos preços?

A grande verdade é que o preço elevado dos combústíveis se deve ao fato dos impostos que incidem sobre o produto, aproximadamente 50 % do valor do litro é imposto, fazer o quê, os recordes em arrecadação de impostos são batidos constantemente, mas não vemos o reflexo disso na sociedade.

O Brasil e seu Planejamento para a Copa do Mundo

Depois de 64 anos o Brasil vai sediar a Copa do Mundo novamente, a nossa seleção tem a  oportunidade de conquistar o título mundial jogando em casa, e minimizar o vexame da Copa de 50 quando o Brasil perdeu para o Uruguai com o Maracanã lotado.

Por outro lado existe uma preocupação que o Brasil de outro vexame, desta vez nem se fala muito se vamos ou não ganhar a Copa, mas sim se o Brasil vai conseguir deixar tudo pronto até o início da competição. Os problemas são muitos, a menos de 3 anos e meio para o início da competição tem estádio que ainda não saiu do papel, o Brasil não tinha nenhum estádio com condições para receber jogos da Copa, aqueles que não foram demolidos vão passar por reformas imensas, mas isso não é dos maiores problemas. Recentemente foi publicado um estudo mostrando a precaridade dos aeroportos brasileiros, todos os principais aeroportos precisam de melhorias, mas até agora quase nada foi feito.

As grandes cidades brasileiras tem congestionamento todos os dias, sem falar de quando chove que várias ruas ficam alagadas, desse jeito não tem como receber milhões de turistas para assistir a Copa. O Brasil precisa se mexer rápido ou vai fazer feio, os investimentos para viabilizar a Copa são altíssimos, como investir em obras se o Brasil não dá conta nem de manter os serviços básicos que a população necessita, educação de qualidade, saúde, habitação, infra-estrutura de transportes. A saúde está um caos, as pessoas constroem casas em cima de lixões, as estradas são péssimas, os portos ficam muito distantes, uma rodovia que poderia diminuir a distância entre o principal produtor de grãos e o porto, foi planejada a mais de 30 anos e até hoje não foi asfaltada, o prazo de conclusão é para dezembro de 2011, eu só acredito vendo. Um país do tamanho do Brasil não possui trens para transporte de passageiros em grande quantidade de um estado para outro e com rapidez.

Pode ser que o Brasil consiga cumprir suas metas para a Copa do Mundo, mas se olharmos para outros programas do Governo como o PAC, veremos que muita coisa está atrasada, ou paralisada, então fica a dúvida, ou o Brasil leva a sério o seu planejamento, ou está fadado a dar mais um vexame na Copa do Mundo.

Modelo de Gráfico: ciclo operacional e ciclo de caixa

Os indicadores de atividades devem ser encontrados conforme a tabela abaixo: esses indicadores da tabela são uma comparação entre os três últimos anos de atividade de uma empresa, através dos indicadores pode-se verificar se a empresa conseguiu melhorar o seu desempenho.

Tabela ciclo de caixa e ciclo operacional

Modelo de gráfico

Gráfico Ciclo operacional e ciclo de caixa

Prazo Médio de Estocagem (PME); em 2007 o prazo médio de estocagem era de 77 dias caindo para 60 dias em 2008, em 2009 o prazo médio de estocagem voltou a subir ficando em 76 dias apresentando uma variação de apenas um dia em relação ao primeiro ano.

Prazo Médio de Recebimento (PMR); houve uma redução entre o primeiro e o último ano, em 2007 o prazo médio de recebimento era de 30 dias, caindo para 25 dias em 2008 e permanecendo em 25 dias em 2009.

Ciclo operacional (CO); houve uma redução de 107 dias em 2007 para 85 dias no ano de 2008, no ano de 2009 o ciclo operacional voltou a subir para 101 dias, mas ainda apresentando melhoras em relação ao primeiro ano.

Prazo Médio de Pagamento (PMP); apresentou uma grande queda de 44 dias em 2007 para 30 dias no ano de 2008, em 2009 voltou a subir, mas o prazo ficou apenas em 34 dias.

Ciclo de Caixa (CC); apresentou uma pequena variação entre o primeiro e o último ano, em 2007 era de 63 dias e em 2009 ficou em 67 dias, com uma redução em 2008, apresentando 55 dias de ciclo de caixa neste ano.

Veja também: Ciclo operacional e ciclo de caixa

Gasolina: bicombustíveis e a alta do preço do petróleo

Infelizmente, mais uma vez vemos o preço da gasolina subindo, é verdade que o barril de petróleo lá fora aumentou muito devido aos conflitos em alguns países como a Líbia, mas será que alguém se lembra do preço da nossa gasolina ter sido reduzido quando aconteceram quedas no preço do barril lá fora, pelo menos eu não me lembro. A PETROBRAS sempre diz que não é culpada pelo alto preço do produto, mas então por que então esse aumento de preço, a verdade é que a procura pela gasolina cresceu muito devido ao alto preço do álcool, todas aquelas pessoas que abasteciam com álcool passaram a encher o tanque com gasolina, pois o álcool não compensava. Chegou até a faltar gasolina em alguns postos de São Paulo, a soma desses fatores, alta do barril de petróleo, maior consumo de gasolina, alta no preço do álcool, pois 25 % da gasolina é composta de álcool, tudo isso fez com que o preço da gasolina fosse reajustado.

Outro dia levei um susto quando olhei para a bomba e vi que a gasolina estava R$ 0,16 centavos mais cara, R$ 3,20 por apenas um litro de gasolina, se eu tivesse um carro bicombustível colocaria álcool, daria na mesma coisa, pois o álcool rende apenas 70 % do que rende um litro de gasolina, então para que serve os veículos bicombustíveis, na minha opinião a única utilidade que eles tem é a possibilidade de encher o tanque com álcool se chegar a faltar gasolina, fora isso é só ilusão, afinal quase nunca compensa abastecer com álcool, e quando compensa a diferença economizada é muito pouca, o mais triste é saber que isso dificilmente mudará, se fizessem carros que tem o mesmo rendimento utilizando álcool ou gasolina, todos colocariam apenas álcool no tanque por ser mais barato, resumindo, faltaria álcool no mercado, e caso não faltasse a PETROBRAS teria que vender sua gasolina para o exterior. Todo ano é a mesma desculpa, na entressafra falta cana-de-açúcar e o preço do álcool sobe, sem falar que as vezes as indústrias preferem produzir açúcar pois é mais vantajoso.

Rede de Contatos: Networking

Networking

As pessoas muitas vezes pensam que são independentes e que não dependem da ajuda de ninguém, ou ainda que aquilo que  os outros pensam sobre elas não é importante.  É muito importante possuir uma rede de contatos sólida e fazer amizade com  pessoas que podem nos ajudar nas horas difíceis. Talvez eu sou muito bom em alguma coisa, mas tenho dificuldades em outra, é nessa hora que podemos pedir auxílio para os nossos contatos. Até mesmo na hora de encontrar um novo emprego, quando possuímos uma rede sólida de amigos, certamente seremos lembrados pelas pessoas na hora de indicar alguém para algum cargo, e nós certamente faremos o mesmo.

No entanto existem pessoas que não se preocupam com isso, só lembram que isso é importante na hora do aperto, se você não se relaciona bem com as pessoas, quando chegar o momento que você precise de ajuda talvez não encontre ninguém disposto a lhe ajudar. Portanto, nunca despreza ninguém, e não deixe de manter ativa sua rede de contatos. Talvez aquela pessoa que você não trata bem possa ser alguém que poderia lhe ajudar muito em sua carreira, ou nos estudos.

A Escolha da Profissão Certa

Essa é uma questão que deve ser levada em consideração na hora de iniciar uma faculdade, ou qualquer outro curso profissionalizante, é verdade que muitas vezes não temos escolha, existem poucas alternativas de cursos, ou ainda aquele que gostaríamos de fazer não está ao alcance de nosso poder aquisitivo. Muitas vezes nos vemos obrigados a fazer um curso que não faríamos se pudessemos escolher, mas até aí o problema é pequeno.

O verdadeiro problema começa na hora que inicia-se o curso e percebe-se que realmente aquilo não era mesmo o que a pessoa queria, neste caso é melhor desistir enquanto não perdeu muito tempo e dinheiro quando for uma instituição privada, se você insiste e vai até o fim, as chances de você não utilizar aquele curso para nada são muito grandes, pior ainda se você insistir em trabalhar em algo você não gosta. A consequência é que seus serviços serão de baixa qualidade e você não estará feliz com aquilo que faz.

Por outro lado se você não gosta do curso, quando você iniciar pode ser que passe a gostar, e o curso apesar de não ser exatamente aquele que você desejava pode se tornar a sua profissão, não importa a profissão que você escolhe, não existe profissão ruim, se você gosta daquilo que faz isso é que importa. No entanto por mais que você goste da profissão é importante saber qual será o seu salário, talvez o salário faça você deixar de gostar da profissão, da mesma maneira que existem profissões não muito boas com salários excelentes, a escolha é sua, escolha a que escolher faça bem feito o seu trabalho.

Administração e Sucesso