Administração e Sucesso

Assuntos sobre administração, economia, política, atualidades, educação, dicas para Word, Excel e muito mais

Comprar uma franquia é uma boa opção de investimento? Confira 5 franquias de sucesso no Brasil

Investir em franquia pode ser uma excelente escolha para quem pretende ter seu próprio negócio. Reunimos abaixo cinco franquias que fazem muito sucesso no Brasil e que são boas oportunidades para o empreendedor. Confira!

Padaria Pet

Quem disse que o forno a gás para padaria produz delícias apenas para seres humanos? A rede de franquias Padaria Pet vende itens de confeitaria e petiscos especialmente fabricados para cães e gatos. O investimento inicial é de R$ 3 mil, com retorno entre 12 e 18 meses, segundo a franqueadora. O grupo também conta com outros modelos de negócio no mesmo segmento, como a Galeria Pet (galeria de arte pet), o Zoo Salon (centro estético), JuDOG (academia de judô para cães), Pet Education (plataforma de ensino para o mercado pet, com conteúdo que vai de tosa e fotografia à marketing para pet shops), e AuFaiate (alfaiataria para pets).

Encontre Sua Viagem

A rede Encontre Sua Viagem oferece aos clientes serviços como passagens aéreas, passagens rodoviárias, pacotes de viagem e locação de veículos. É possível tanto abrir uma loja física quanto operar em modelo home office. São mais de 500 franqueados pelo país. O investimento inicial é de R$ 7 mil para home office e R$ 40 mil para loja física. O retorno vai de um a oito meses para home office e a partir de doze meses para o negócio físico.

Conserta Smart

Franquia de assistência técnica e conserto de smartphones e tablets. O investimento inicial é de aproximadamente R$ 25 mil, com retorno a partir de seis meses, e o empreendedor recebe da franqueadora sistema de gerenciamento, treinamento, identidade visual, ferramentas e outros itens. Para a abertura de uma franquia são necessários pelo menos dois funcionários: um para atendimento e um técnico.

CI Intercâmbio

Uma das maiores empresas de intercâmbio do mundo e também uma das mais expressivas redes de franquia no país, a Central de Intercâmbio conta com mais de 130 unidades no Brasil e no exterior. O investimento é realizado a partir de R$ 3 mil, com retorno de 1 a 36 meses.

Freewet

Rede de franquias de lavagem automotiva a seco, a Freewet tem quase 200 unidades operando no país, e permite ao empreendedor flexibilizar o horário, encaixando o negócio em sua rotina. A partir de R$ 3 mil o empreendedor pode abrir sua franquia, com retorno entre 2 e 12 meses

Artigo enviado por: Bruna Rodrigues

Entenda o que faz o profissional da Segurança do Trabalho e qual sua relação com as Normas Regulamentadoras

A segurança do trabalho é considerado um repartimento de extrema importância numa empresa. A partir deste setor são feitos meios para proteger o trabalhador de acidentes de trabalho, além de fazer trabalho preventivo na saúde do colaborador e, consequentemente, auxiliar a produtividade de uma empresa. Os cursos técnicos ou tecnólogos de Segurança no Trabalho, e seus cursos de extensão, geralmente têm duração curta e buscam inserir o estudante no mercado de trabalho rapidamente para que o mesmo possa suprir a demanda específica de cada empresa.

Segurança do trabalho

Durante o curso, o aluno aprende a gerenciar atividades de segurança no trabalho, planejar atividades produtivas, implantar e operar sistemas de segurança laboral, dentre outras atividades. Além disso, o profissional deve estar intimamente atualizado com as Normas Regulamentadoras (NRs) de segurança determinadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) que têm como finalidade preservar a segurança do trabalho no ambiente laboral.

A NR12, por exemplo, tem como objetivo garantir que quaisquer máquinas e equipamentos sejam seguros para o uso do trabalhador. Esta norma exige que todos os equipamentos utilizados em serviço tenham informações completas sobre todo seu ciclo de vida – desde o transporte e utilização até a manutenção e vida final da máquina. Além disso, segundo a norma, é de responsabilidade do gestor da empresa implantar medidas de proteção para a utilização segura de máquinas e equipamentos e que o mesmo deve, também, adotar medidas adequadas para colaboradores deficientes que estejam envolvidos direta ou indiretamente com o trabalho.

Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Brasil é o quarto país com maior número de acidentes laborais no mundo, atrás apenas da China, Índia e Indonésia. Nesse sentido, a NR11 determina as normas de segurança a serem cumpridas nos locais de trabalho em que são executados armazenagem, manuseio, transporte e movimentação de materiais com máquinas transportadoras – atividades que podem ser geradores de acidentes sem as devidas precauções. A NR11 especificamente busca, também, a capacitação devida de cada funcionário para que o mesmo seja treinado e tenha total domínio da atividade que exerce.

É importante ressaltar que a segurança no trabalho, além de uma obrigatoriedade por parte do empresário, é um investimento num ambiente de trabalho mais seguro e fluído o que fará os colaboradores mais entusiasmados com o trabalho e alavancará tanto a produtividade quanto a boa imagem da empresa.

Escrito por: Rafaela Roque Fernandes

Bitcoins: será mesmo o futuro do mercado financeiro?

Criptomoedas chegaram para renovar e inovar o mercado financeiro e por mais que muitos se recusem a aceitar, essa é a verdade, pelo menos a curto tempo, já que sabemos sobre as incertezas e riscos envolvidos em todos os  modelos de investimento.

bitcoin

As moedas virtuais são o futuro do mercado econômico e entender melhor sobre elas é de extrema importância, ainda mais para quem gosta de se manter atualizado e pretende obter bons lucros com o investimento.

 Você pode obter grandes lucros, mas tem grandes riscos

Quanto maior a chance de bons lucros, maior o risco que se corre com o investimento. E isso não é exclusivo para as criptomoedas, e sim algo que se passa em todo o mercado financeiro.

Hoje, o investimento com menos riscos, por exemplo, é a conta poupança, mas o retorno mensal, é extremamente baixo, com seu lucro de apenas 0,05%.

Se tratando do Bitcoin, os lucros podem chegar em 20% em apenas um dia. Entretanto, as chances de cair, no mesmo percentual, são gigantescas.

Então, quem pretende investir e conseguir uma grande rentabilidade com criptomoeda deve se preparar para um enorme risco, que pode gerar um grandioso lucro.

Uma bolha especulativa com a supervalorização ou lucro real?

Prestes a completar 10 anos, a criptomoeda Bitcoin vem sendo motivo de felicidade para muitos investidores. Por outro lado, é motivo de dor de cabeça para os especialistas do mercado financeiro, que acreditam estar diante de uma grande bolha financeira, que pode explodir a qualquer instante.

Tudo acontece quando é depositada uma grande confiança no novo ⎼ ou nem tão novo assim. Mas o desconhecido gera interesse e desperta o feeling para quem vive nesse sobe e desce da bolsa de valores.

Mesmo que a maioria desse público tenha o conhecimento do “Ciclo dos Negócios”, é possível achar quem aposte até a última gota de seu suor na criptomoeda (leia: pessoas que venderam suas casas para comprar Bitcoins).

Dessa forma, a única coisa que podemos fazer é esperar e investir com sabedoria, aproveitando a criptomoeda enquanto ela dá bons resultados.

Escrito por: Henrique Morgani

G Suite do Google

G Suite do Google

Você já conhece o G Suite do Google?

Por que devo usar?
Você pode receber e-mails personalizados e muito mais com o Gmail for business.
Ele ajuda os funcionários a cumprirem suas tarefas e colaborarem de forma mais rápida e eficiente.
Milhões de pequenas e grandes empresas já mudaram para o G Suite.
Use todas as ferramentas do G Suite por $ 5 mensais por usuário.
Ainda esta em dúvida. Inicie uma avaliação gratuita.
Clique no link a seguir
https://goo.gl/gTpzRu
Quer ter 20% de desconto no primeiro ano de assinatura do G Suite? Entre em contato comigo e receba um cupom de desconto. e-mail: fragososergio@globomail.com

Resenha – Lições de estratégia nas organizações

38054450_2099419603404635_1648484610859859968_nTítulo: Lições de estratégia nas organizações

Autor: Luís Gaj

Gênero: Administração

Páginas: 244

Ano: 2017

Este livro relata 27 casos considerados estratégicos, vivenciados pelo autor em sua trajetória profissional. Casos reais e específicos a determinados momentos em que aconteceram, e que decisões estratégicas foram aplicadas. O livro mostra em detalhes as intimidades de cada caso e são listadas as lições que se obtêm deles. O objetivo deste texto é que estas lições sejam de utilidade para profissionais, executivos e organizações em suas decisões estratégicas. É dividido em duas partes: a primeira apresenta o relato, a descrição de 27 casos, detalhando os objetivos, as decisões estratégicas tomadas e os resultados alcançados. A segunda parte apresenta um resumo ilustrativo, conceitos e figuras que podem ser úteis para executivos, profissionais e empresas preocupados com o futuro e o desenvolvimento.

Opinião: Os casos descritos no livro dão exemplos de como a estratégia pode fazer a diferença nos resultados obtidos pela empresa. Uma estratégia correta pode colocar a empresa entre as líderes de mercado. Da mesma maneira uma estratégia errada pode manter a empresa viva por algum tempo, mas a quebra é quase certa.

O autor mostra sua experiência vivida durante toda sua carreira onde foi consultor em grandes empresas nacionais e até internacionais.

Cada caso mostra uma empresa diferente e as estratégias que levaram ela a ser líder de mercado ou ainda a fecharem as portas.

Veja como empresas conseguiram transpor gerações mesmo enfrentando dificuldades com a economia do país e com o desenvolvimento tecnológico.

A segunda parte do livro trás conceitos úteis para todos os profissionais e executivos que estão preocupados com o futuro de suas empresas. Afinal, apenas o fato de ser líder do mercado hoje não garante que a empresa ainda existirá em vinte anos.

O que é EPI? (Equipamento de Proteção Individual) e por que usá-lo?”

Entenda por que a Segurança do Trabalho é imprescindível para manter um ambiente de trabalho saudável e produtivo

Qualquer atividade que possa apresentar algum risco ao colaborador deve ser englobado por medidas que busquem prevenir acidentes de trabalho e assegurar a integridade física do funcionário em questão.

O que é EPI

A Segurança do Trabalho é responsável por isso. O conjunto de medidas executadas pelo Técnico em Segurança do Trabalho que busca proteger o funcionário física e psicologicamente, além de evitar acidentes ocupacionais, previne que sua empresa produza menos. Confira por que você deveria investir em segurança do trabalho.

Um profissional que se sente seguro e protegido para exercer suas funções no trabalho, certamente será de extrema valia para a empresa e sua produtividade. A partir da atuação da Segurança do Trabalho, será possível criar um planejamento que mostrará o quanto a empresa está preocupada com o colaborador – fazendo-o mais motivado.

Os custos empresariais também são reduzidos já que a prevenção pela segurança evita ações judiciárias e afastamento de funcionários. Deve-se estar ciente também que uma empresa que não contratar um profissional da área de segurança do trabalho pode ser multada em fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego independente do risco que apresenta a função que o trabalhador exerce – seja o risco grande ou pequeno.

O investimento em segurança implicará diretamente no investimento em EPI (equipamentos de proteção individual). Esses são essenciais na garantia da saúde do funcionário e do não comprometimento do trabalho. Os equipamentos consistem em óculos, protetores auriculares, máscaras, capacetes, luvas, botas, cintos de segurança, protetor solar e outros itens fundamentais em fábricas e para funcionários que trabalhem em processos industriais.

Além disso, uma empresa não tenha ocorrências em acidentes e que mantenha uma imagem de preocupação e responsabilidade para com os colaboradores passa mais credibilidade tanto aos funcionários quanto a possíveis investidores. É muito mais fácil tornar-se um empreendimento referência no mercado empresarial com boa produtividade e equipe confiante.

Escrito por: Rafaela Fernandes

O que você precisa saber antes de abrir sua empresa?

Ser dono do próprio negócio habita o imaginário de muitos brasileiros, porém a falta de planejamento pode acabar prejudicando o empreendimento. Confira o que você precisa saber antes de abrir uma empresa.

O empreendedorismo tornou-se uma tendência e cada vez mais pessoas se interessam por ser donas do próprio negócio. A ideia de ser o próprio patrão é atraente para muitos trabalhadores e os motivam a investir numa empresa própria. Hoje, há meios que facilitam tirar as ideias do papel (como abrir MEI, por exemplo), porém é preciso saber algumas coisas que podem orientar e evitar problemas futuros.

office-3295556_960_720

A princípio, é importante salientar que é sempre mais seguro e motivador para o empresário empreender em áreas que já conhece e gosta. Um empreendimento em algo que se possui pouco domínio pode ser arriscado economicamente. Além disso, estabeleça previamente o capital inicial de sua empresa. É sempre tentador iniciar um empreendimento com fundos dos bancos e recorrer a empréstimos, entretanto isso pode vir a ser o fim do negócio tendo em vista que nos meses iniciais de atividade o lucro pode não ser alto e o gestor pode acabar se endividando o que comprometerá o orçamento.

É sempre preciso, também, organizar os gastos com a empresa tendo em mente todos os recursos que serão necessários – de gastos funcionários a gastos com decoração, por exemplo – para tornar a ideia possível e funcional. Portanto, gaste um bom tempo na estruturação de um plano de ação de sua empresa para converter metas em realidade. Somando isso a um capital de giro para as despesas iniciais referentes ao começo das atividades e ao conhecimento dos custos de empreendimento e mercado de sua área, dificilmente haverão problemas com o orçamento.

A separação entre as finanças pessoais do empresário e as finanças da empresa podem ser de grande ajuda para o empreendimento. A não dissociação de gastos pessoais dos empresariais é sinal de gerenciamento ruim das contas e que pode afetar a lucratividade do negócio. A atuação de um contador profissional que possa orientar e auxiliar sua ideias nesta fase inicial não deve ser descartada.

Já no lado referente à equipe, deve-se ter muita atenção na escolha dos sócios do empreendimento. Não é recomendado fazer parceria com alguém que apenas será capaz de fornecer o capital da maneira mais fácil e rápida. Trabalhe com gente que conheça a área em que pretende empreender tanto em questões conceituais da área quanto em questões mercadológicas. Lembre-se que uma sociedade de negócios é uma soma de conhecimentos e particularidades que devem alavancar a empresa

Além do mais, a contratação de uma equipe competente e da transformação do pequeno empresário em um gestor de fato que será responsável por delegar tarefas e funções é imprescindível, tendo em mente boas estratégias de organização de equipe e tomada de decisões.

Quando todos esses pontos estiverem bem estruturados é obrigatório já ter em vista o perfil de seu cliente. O cliente é a questão determinante em qualquer empreendimento. Conheça bem cada traço da personalidade do cliente em potencial, o que ele gosta, se sua empresa seria capaz de atender as expectativas e necessidades dele. Para isso, é essencial organizar uma pesquisa de mercado detalhada, pois terá influência direta no crescimento do seu negócio.

Escrito por: Rafaela Roque Fernandes

Descubra as melhores dicas de como gerir recursos para sua empresa

Mesmo as mais grandes empresas podem cair na escassez de recursos e se verem sem peças básicas para que sua empresa funcione bem como, por exemplo, a falta de materiais essenciais para produção ou a falta de profissionais capacitados para determinadas áreas.

calculator-385506_1920

No momento em que se percebe essa escassez é preciso pensar em estratégias que possam diminuir as perdas e contornar tal situação e, o primeiro passo, é fazer uma avaliação geral dos seus recursos, mapeando os mesmos para que nada passe sem que você veja.

Essa avaliação nada mais é do que um plano de negócio que deve ser feito no começo de toda empresa e em todo momento que se é necessário certificar se os caminhos que você está trilhando são os certos. As informações contidas nesse plano devem fazer com que você e, caso tenha, seus sócios fique por dentro de cada passo do negócio planejado para que problemas não venham a acontecer e, acima disso, para que possam divulgar e apresentar a empresa de maneira segura a fim de que a mesma obtenha ainda mais sucesso.

Depois de todos os dados em mãos é hora de planejar o que será feito, as novas contratações, as compras dos materiais que precisam e serão feitas. Caso em seus dados você perceba que não será possível suprir essa indisponibilidade vale pensar e buscar outra saída para colocar no lugar daquilo que está escasso e que gere um efeito positivo e semelhante ao anterior.

Muitas vezes o empreendedor se vê perdido em meio a tantas informações e dados e, com isso, ele acaba não conseguindo colocar tudo em prática. É nesse momento que um profissional em Processos Gerenciais pode ajudar fazendo todo o planejamento da empresa. O tecnólogo em processos gerenciais é o profissional que possui os conhecimentos certos para encarar as repentinas mudanças do mercado e, você pode saber um pouco mais sobre o perfil desse profissional acessando:

Como vimos reerguer a empresa e obter mais sucesso não depende só do empreendedor, mas, de todo um planejamento e da escolha de profissionais certos para ter em seu lado. É preciso corrigir o que está errado, implantar novas alternativas e trabalhar duro para que as coisas saiam boas ou ainda melhores do que se foi imaginado.

Escrito por: Jacqueline Gonçalo

O Que é Resiliência Humana? (e Como Utilizá-la)

Veja 10 dicas para ser mais resiliente

10-Dicas-Para-Ser-Mais-Resiliente-Infográfico

Veja o conteúdo completo em: https://www.evolucaopessoal.com.br/o-que-e-resiliencia-humana-e-como-utiliza-la

 

Empresas que investem na qualidade de vida dos funcionários só tem a ganhar

Uma empresa gera boa produtividade devido aos seus colaboradores, logo, para que isso ocorra é preciso que os funcionários se sintam bem onde trabalham. E isso acontece por meio de incentivos para a boa relação do colaborador dentro da empresa, seja com ginástica laboral, massagem, palestras, etc.

organic-1280538_960_720

O efeito desse investimento é a longo prazo, e iniciativas como essa melhoram o relacionamento entre os funcionários. Empresas que oferecem programas de motivação têm um crescimento nos resultados do trabalho dos colaboradores, e a responsabilidade desse gerenciamento é dos recursos humanos.

Esse novo sistema deve ser muito bem organizado em o que fazer, como fazer e o que receber. Isso traz a mudança da rotina dentro da empresa, melhorando o trabalho em grupo, desde que haja reconhecimento e valorização no aumento de produtividade e qualidade do serviço.

Outro ponto importante de ser analisado é a maneira que a equipe é gerida, um bom profissional lidera, caminha junto com seus colaboradores para o crescimento do negócio. Isso também faz com que o funcionário se sinta valorizado e trabalha com mais prazer, com motivação.

O que motiva as empresas a investir na qualidade de vida dos funcionários

Qualidade e quantidade

Um profissional com uma boa saúde física e mental se sente bem no seu ambiente de trabalho e isso faz com que ele produza mais dos que não se sentem bem. Está produtividade está ligada a qualidade, como um melhor relacionamento com o cliente, confiança e também a quantidade, como aumento de vendas, melhor aproveitamento do tempo (tempo é dinheiro), etc.

Inovar no relacionamento interno

O departamento de recursos humanos tem como responsabilidade atrair, desenvolver e reter talentos, e caso isso não seja bem feito o ambiente se torna desfavorável e o colaborador pode buscar uma empresa com melhores condições de trabalho.

Não perder dinheiro

Quando o estresse negativo acumula o reflexo é visto no caixa da empresa, pois quando a produtividade é reduzida se perde dinheiro. O estresse pode causar desmotivação, doenças, afastamentos, conflitos interpessoais e até acidentes de trabalho e isso afeta diretamente o resultado das organizações.

Para que tudo seja feito da melhor forma possível é aconselhável que o empresário busque uma consultoria empresarial e comece a melhorar o relacionamento dentro da empresa. Um bom relacionamento tem como base a empatia, confiança, diálogo, integridade e acima de tudo ética.

Escrito por: Jacqueline Gonçalo

« Older posts
Administração e Sucesso
Assign a menu in the Left Menu options.
Assign a menu in the Right Menu options.