Dicas para terminar o ano com as contas em dia

Final de ano sem dívidas

Contas de final de ano

Chegar ao final de ano cheio de dívidas não é muito agradável, principalmente se não temos dinheiro para quitá-las. Não estou falando das contas que ainda estão por vencer, estas não precisam ser quitadas antecipadamente, a menos que você consiga um desconto razoável. Estou falando das contas que já estão vencidas e daquelas que irão vencer até o final do ano.

Para quem está empregado existe uma salvação. O 13º salário pode resolver todos os seus problemas. Como o próprio nome já diz, ele é um salário extra além dos 12 meses trabalhados. Você vai receber o equivalente a dois salários completos em um único mês. Deveria ser utilizado para propiciar um final de ano com mais fartura, mas é uma chance para não terminar o ano cheio de dívidas.

Aliás, pesquisas comprovam que a maioria das pessoas utilizam este dinheiro extra para pagar contas. Deixando assim sua principal finalidade de lado.

Na maioria das vezes as pessoas não planejam seus gastos e ao chegar o final de ano são obrigadas a utilizarem o 13º salário para pagar contas. Esta é a melhor maneira de não terminar o ano endividado. Caso você perca esta oportunidade, a tendência é se endividar ainda mais.

No início do ano surgem despesas extras, então é melhor terminar o ano com as contas em dia para não se complicar depois.

Outra maneira para recuperar o poder de compra é utilizar o cartão de crédito para compras sem juros. Por exemplo, se você vai comprar um objeto e o preço parcelado é exatamente o mesmo para pagamento a vista. É interessante parcelar, porque assim você irá prolongar o pagamento das parcelas e vai deixar de desembolsar uma determinada quantia imediatamente. Vamos supor que você tem uma dívida de R$ 1.000,00, utilize o 13º salário para quitá-la, depois faça compras parceladas no cartão de crédito. Assim você se livra da dívida vencida e faz uma nova, a diferença é que você irá pagar uma pequena parcela mensalmente.

Só não caia na besteira de pagar apenas uma parte da fatura do cartão de crédito. Pague-a integralmente, ou melhor, deixe a fatura ser descontada diretamente de sua conta corrente. Assim você nem ao menos irá cair na tentação.

Corrupção no Brasil: a mudança deve começar em nossas atitudes

Corrupção no Brasil

Corrupção

A corrupção assola nosso país e constantemente ouvimos pessoas reclamando e pedindo mudanças na política brasileira. Porém, este é um problema difícil de ser resolvido. Recente pesquisa mostrou que a maioria dos brasileiros procuram sempre um jeitinho para burlar as regras. Pode parecer que não, mas pequenas atitudes típicas que cometemos no dia a dia são formas de corrupção, embora não façam o mesmo estrago das noticiadas na TV, são atitudes que prejudicam as pessoas e dão prejuízos para nosso país.

Todos sabem que é proibido ingerir bebida alcoólica e dirigir veículos, no entanto, as blitz de trânsito encontram com frequência pessoas sem a mínima condição de dirigir atrás de um volante. Pessoas bêbadas ao volante são responsáveis por milhares de mortes todos os anos. Além da perda de vidas, isso dá um prejuízo incalculável para o Governo com o uso dos hospitais para tratamento dos feridos em acidentes de trânsito.

Um dia destes, eu seguia com meu veículo quando de repente a pessoa que estava dirigindo o veículo a frente jogou uma lata de cerveja pela janela do veículo. São três infrações, dirigir sob a influência de álcool, utilizar apenas uma das mãos no volante e jogar lixo em via pública. Este é um exemplo de como as pessoas não respeitam as leis.

Posso enumerar várias atitudes que as pessoas fazem no dia a dia e acreditam que não estão fazendo nada de mais.

Dirigir veículo sem habilitação, com documento vencido, sem os documentos do veículo ou pessoais, excesso de velocidade, desrespeito a sinalização, desrespeito aos pedestres, veículo com pneus carecas e equipamentos de segurança que não funcionam.

Cortar filas, utilizar assentos reservados para pessoas que realmente precisam, subornar guardas de trânsito, utilizar a posição social para levar vantagens, não pagar dívidas no prazo combinado.

Subornar agentes públicos para ir para frente da lista de espera, receber benefícios sociais sabendo que não se enquadra nos critérios preestabelecidos, sair do emprego para receber seguro-desemprego, arrumar emprego e continuar sem registro para não perder o seguro-desemprego, utilizar veículos ou outros bens públicos para uso particular.

Exercer profissão ilegalmente, sonegar impostos, desviar dinheiro de obras de caridade, pedir isenção de taxa de concurso público sem ter direito, etc.

Estas são apenas algumas das situações que ocorrem diariamente e que são formas de corrupção ou descumprimento das leis.

Se quisermos um país menos corrupto temos que começar mudando nossas atitudes, não podemos exigir um país melhor quando nós mesmos não fazemos a nossa parte.

Fonte da imagem: http://sphotos-c.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-prn1/29036_363446490435353_170713458_n.jpg

O ano está terminando: foi bom ou ruim para você?

fim de ano está chegando

final de ano

Faltam menos de 2 meses para o fim do ano, podemos dizer que este ano está chegando ao fim. Mas e as suas metas, estão sendo alcançadas?

Embora ainda exista tempo, já e possível saber se seus objetivos serão ou não alcançados até o fim do ano.

Talvez uma coisa ou outra não deu certo, mas a maioria dos objetivos foram alcançados, então você pode ficar satisfeito. No entanto, se a maioria dos objetivos não se concretizou, então existe alguma coisa errada. Ou você planejou mal, ou superestimou sua capacidade de concluí-las. Uma coisa é certa, aquilo que fizemos durante um ano serve como base para o próximo ano. Os erros e acertos servem de exemplo para que façamos a coisa certa.

Assim como o ano está terminando, já é hora de começarmos a planejar nossos objetivos para o próximo ano. Afinal, sem planejamento dificilmente conseguimos colocar em prática alguma coisa. Pode dar certo, mas a chance de dar errado é grande.

Embora seja um novo ano que está por vir, o ano que termina pode ter reflexos negativos no ano que está chegando. Principalmente quando falamos em questões financeiras. Começar o ano cheio de dívidas e sem dinheiro para quitá-las é um péssimo começo. Se você tem algumas sobras de final de ano, o ideal é guardá-las para o momento que irá precisar. O ano novo chega com o IPVA, IPTU, IRPF, material escolar, etc. Muitos usam o valor do 13º salário para quitar dívidas e entrar o ano com o caixa em dia. Essa não é a função do 13º, mas é uma solução. A função do 13º salário é dar um final de ano melhor para o cidadão, é chamado também de gratificação natalina. O trabalhador recebe um salário extra para ter condições de passar o fim de ano com fartura.

Por outro lado, muitos abusam no final do ano e fazem dívidas além da capacidade que possuem de pagar. Afinal são muitos presentes, Natal, amigo secreto, ano novo, etc.

Então o ano chega e as dívidas começam a vencer e junto com elas chegam as outras que eu citei acima. Aí é que mora o perigo. Começar o ano endividado pode comprometer seu ano inteiro. Portanto, é preciso ter responsabilidade e gastar de acordo com suas possibilidades. De que adianta fazer festa no final de ano e passar o próximo ano inteiro endividado. Fica a dica.

Como inserir uma folha de rosto no Word 2007

Se você está criando um documento, uma apostila, ou até mesmo escrevendo um livro e precisa colocar uma capa em seu documento, é possível fazer isso no próprio Word sem problemas.

O recurso Folha de rosto permite que você coloque uma capa em seu trabalho e digite o título do documento e outras coisas que forem necessárias nos lugares pré-definidos.

No Menu inserir clique em Folha de rosto e escolha a opção desejada conforme a figura abaixo:

inserir folha de rosto Word 2007

Folha de rosto

Após escolher o modelo, digite o texto desejado nos pontos destacados:

folha de rosto 2

Se algum dos pontos não será utilizado, basta clicar com o mouse com o botão direito e em Remover controle de conteúdo. A cor e o tamanho da fonte pode ser alterados normalmente selecionado a palavra com o mouse e escolhendo conforme o desejado. Após finalizar a digitação está pronto.

folha de rosto 3

No Word 2007 são poucas as opções de folha de rosto, mas se você precisa de rapidez, os modelos prontos do Word vão te ajudar com certeza.

No Word 2010 a maneira de inserir folhas de rosto é muito parecida e existem algumas opções a mais.

 

Aumento do preço da gasolina, por que só agora?

Depois de muito tempo sendo anunciado, finalmente o não tão esperado aumento da gasolina saiu.

O Governo dava pistas de que o aumento sairia mesmo, mas não dizia quando. Aliás, diziam que o aumento era necessário para que a Petrobras retomasse a sua capacidade de investimento. No entanto, este aumento segundo especialistas, já deveria ter sido anunciado há muito tempo. Porém, como tentativa de manter o controle da inflação, o Governo postergou o aumento e só agora anuncia o reajuste de 3% para a gasolina e 5% para o óleo diesel nas refinarias. Para o consumidor o reajuste deve ficar entre 2% e 4%.

Mas será por que o Governo esperou a eleição passar e a poeira baixar para anunciar o aumento. Medo de perder votos? Se realmente o preço da gasolina está dando prejuízos para a Petrobras por que este aumento não saiu antes? A tendência é que ocorram novos aumentos para compensar esta defasagem.

O reajuste pode parecer pouco, mas a questão é que o consumidor não vai ao posto de combustíveis para comprar 1 litro de gasolina, tem gente que gasta centenas de litros por mês porque trabalha com o automóvel. Por isso por menor que seja, o reajuste tem impactos no bolso do consumidor e na inflação.

Quem tem a opção de abastecer com álcool certamente irá fazer isso, pelo menos enquanto for vantajoso, ou seja, onde o álcool está custando no máximo 70% do preço da gasolina.

Porém se todos preferirem o álcool logo faltará produto no mercado, assim o consumidor será obrigado a usar gasolina. Aliás, a falta de incentivo a produção de álcool tem um motivo, manter a venda de gasolina em alta, afinal o álcool não é feito de petróleo.