Você consegue trabalhar sem supervisão?

O chefe está de olho

Trabalhar sem supervisão

Geralmente nas empresas existe alguém responsável pelo setor ou por dar ordens para todos os funcionários. O chefe ou líder é responsável por determinar as tarefas que devem ser realizadas e supervisionar o seu andamento. Ou seja, cumprimento de prazos, eficiência no trabalho, tempo desperdiçado em conversas paralelas, etc.

A presença de alguém que supervisione o trabalho é fundamental para que as coisas andem conforme o planejado, pois existem pessoas totalmente incapazes de tomarem atitudes sem que tenham recebido a ordem de alguém. São pessoas que não possuem iniciativa. Por outro lado, basta um simples descuido do supervisor para que estas pessoas comecem a enrolar o serviço, ou seja, fingir que estão trabalhando, ir muito ao toalete para matar tempo, ficar no cafezinho conversando para o tempo passar e por aí vai. É aquele velho ditado, “Quando o gato sai de casa o rato faz a festa”.

Apesar disso, existem pessoas que são totalmente diferentes. Ou seja, elas sabem o que é preciso fazer e não ficam esperando a ordem para fazer algo que elas já sabem que devem fazer. O serviço está na minha frente, porque eu devo esperar uma ordem para realizá-lo? Ou melhor, para que eu vou levar uma bronca desnecessária do meu chefe?

Neste caso a supervisão serve apenas para novas tarefas que podem surgir e para tirar eventuais dúvidas sobre o trabalho.

E você, faz o seu trabalho sem necessidade de ter alguém na sua cola, ou só trabalha quando o chefe está por perto.

IFMT abre processos seletivos e vestibular 2015/1

IFMT

O Instituto Federal de Mato Grosso informa a toda comunidade externa as datas de abertura das inscrições para o Processo Seletivo e Vestibular 2015/1 em seus 14 campi (Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Campo Novo do Parecis, Confresa, Cuiabá – Octayde Jorge da Silva, Cuiabá – Bela Vista, Juína, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, São Vicente, Sorriso e Várzea Grande). http://selecao.ifmt.edu.br/

PROCESSO SELETIVO E VESTIBULAR 2015/1 – PERÍODO DE INSCRIÇÃO
Cursos Técnicos Integrado ao Ensino Médio (curso técnico juntamente com o Ensino Médio. Voltado para estudantes que finalizaram o ensino fundamental, em idade regular)
Período de Inscrição: 01/09 a 05/10/2014
Taxa de inscrição: R$ 30,00
Prova: 30/11/2014

Cursos Superiores (Bacharelado, Licenciatura e Tecnologia)
Período de Inscrição: 14 a 30/09/2014
Taxa de inscrição: R$ 50,00
Prova: 15 e 16/11/2014

Cursos Técnicos Subsequentes (Apenas para os concluintes do Ensino Médio).
Período de Inscrição: 27/10 a 30/11/2014
Taxa de inscrição: R$ 30,00
Prova: 11/01/2015

Cursos Técnicos Integrado ao Ensino Médio na Modalidade Proeja (Curso técnico juntamente com o Ensino Médio destinado aos estudantes acima de 18 anos)
Período de Inscrição: 27/10 a 30/11/2014
Taxa de inscrição: R$ 20,00
Prova: 11/01/2015

Fonte: http://alf.ifmt.edu.br/

Estudantes inscritos no ENADE 2014 devem responder Questionário do Estudante

enade manual

Questionário do Estudante

O Questionário do Estudante é um importante instrumento de coleta de informações do Enade. Os resultados obtidos permitem coletar subsídios para a elaboração do perfil socioeconômico dos estudantes e, ainda, para a construção de políticas de educação superior relacionadas aos processos formativos em nível de graduação.

Por força da obrigatoriedade do preenchimento do Questionário do Estudante, estabelecida pela Portaria Normativa nº 40/2007, em sua atual redação, o concluinte selecionado para participar do Enade 2014 conhecerá a informação sobre seu local de prova somente após terminar de responder todo o Questionário; neste momento, poderá ser feita a impressão do Cartão de Informação do Estudante. O concluinte que não responder ao Questionário do Estudante ficará em situação irregular junto ao Enade.

O Questionário do Estudante estará acessível durante o período de 21 de outubro a 23 de novembro de 2014 e poderá ser respondido pelos concluintes dos cursos avaliados em 2014, exclusivamente, por meio da página http://portal.inep.gov.br.

Em função da relevância dos dados obtidos no Questionário do Estudante, é importante que as IES desenvolvam ações de esclarecimento e orientação aos concluintes, para que, com antecedência, acessem o questionário e se manifestem sobre sua experiência de formação acadêmica no curso e na instituição que frequentaram.

Fonte: Manual do Enade 2014

Estimativa populacional para o ano de 2014

Praça da Rodoviária

Praça da Rodoviária

O IBGE divulgou a estimativa populacional para o ano de 2014, a estimativa populacional para Alta Floresta – MT é de apenas 49.877 habitantes, ou seja, aumentou apenas 116 habitantes em 1 ano.


A estimativa foi publicada no Diário Oficial da União que circula hoje dia 28 de agosto de 2014.

http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=105&data=28%2F08%2F2014

Requisitos para uma Administração de Sucesso

Administração

Administração de Sucesso

Muitos se perguntam por onde podem começar para ser um administrador de sucesso, qual a melhor maneira de trilhar esse caminho, evitando tropeçar nos empecilhos e corresponder às expectativas preenchendo os principais requisitos de administradores de sucesso.

Principais requisitos para uma administração de sucesso:

Liderança: Um dos principais pontos fortes de um futuro empresário é sem dúvida sua habilidade de liderança, pois ele não conseguirá gerir ou cuidar de nenhum tipo de negócios se não conseguir liderar da melhor maneira aquela situação. É claro que, por ser um líder, isso não significa ser alguém que saiba de tudo ou que sempre dê a última palavra, mas sim o que sabe reconhecer valores nos membros de sua equipe individualmente.

Conhecimento: Como dito anteriormente, o líder não tem obrigação de saber de tudo, mas é necessário que ele, bem como sua equipe, conheça bem o negócio que deseja, criar, isto é, as características, futuro dos serviços, produtos e o mercado ao qual será enviado. Por exemplo, digamos que você saiba que o ramo de administração de condomínios está sendo um bom investimento, mas não possui o conhecimento de todo o processo desse serviço, isso pode complicar o desenvolvimento do seu negócio, já que não saberá liderar as tarefas.

Organização: Organização deve prezar em todo tipo de ambiente, pois age em benefício para os que convivem nele. E, ao contrário dos que muitos pensam, ser organizado não dá trabalho, mas sim facilita a sua rotina, tornando o seu trabalho e os das pessoas a sua volta mais eficazes. Um ótimo exemplo disso é quando uma pessoa se ausenta por alguma razão,
outras podem facilmente substitui-la quando se tem um ambiente bem organizados e tarefas definidas.

Processo: Definir claramente cada uma de suas tarefas e quem será o responsável por executá-las, estabeleça clareza e autocontrole e questione periodicamente a eficácia dos mesmos.

Posição Competitiva: Naturalmente, quanto mais pontos a sua empresa se sobressair em relação aos seus concorrentes é melhor para você. Produtos de ótima qualidade, custo baixo, melhor capacidade gerencial etc.

Escrito por: Bruno Silva  da Agencia St

Você está satisfeito com seu emprego?

Emprego e satisfação

Emprego certo

Muitas pessoas certamente estão insatisfeitas com seus empregos. Outras gostam do que fazem, mas acreditam que a remuneração não é adequada. Outras pessoas não gostam do que fazem, mas estão satisfeitos com o salário. Raramente é possível unir o útil ao agradável quando o assunto é emprego e salário.

As vezes as pessoas estão insatisfeitas com seus empregos e a única coisa que sabem fazer é reclamar e mais nada. O correto é procurar outro emprego, pois você precisa trabalhar, então não é bom para você e muito menos para a empresa ter no quadro de funcionários uma pessoa descontente, desmotivada. Porém, mesmo insatisfeita, as vezes a pessoa fica a vida inteira no mesmo emprego, simplesmente porque não acredita que pode conseguir algo melhor. Aquele velho ditado, para que mudar de emprego se o salário será o mesmo. Muitas vezes o salário pode ser o mesmo, porém a mudança de ares pode ser benéfica para sua vida e seu rendimento no trabalho.

Agora se a ideia é ganhar mais, aí a conversa é diferente. Empregos que pagam mais na maioria das vezes exigem maior qualificação. Então não adianta sonhar com bons salários se você não está preparado para ocupar estas vagas. Aliás, atualmente existem muitas pessoas preparadas, mas em algumas áreas existe a falta de pessoas qualificadas. Dificilmente você sairá do cargo de serviços gerais para gerente de produção sem que tenha capacidade para isso. Para serviços gerais o ensino fundamental pode ser o suficiente, mas para gerente de produção, por exemplo, uma simples graduação pode ser insuficiente, pode ser necessário uma pós-graduação na área.

Muitos querem empregos melhores remunerados sem fazer o mínimo de esforço, aí você vai depender da sorte ou do QI (quem indica), ou ainda ser muito bom naquilo que faz mesmo sem ter estudado muito.

Mesmo estando insatisfeito com o emprego e com o salário, existem empresas que dão oportunidades para que os funcionários ocupem postos melhores remunerados na empresa, ou seja, fazem recrutamento interno, é nesta hora que você precisa estar preparado para assumir a função. Mesmo que você não goste do que faz, é importante que faça bem feito e mostre que você merece uma oportunidade. Mas se a empresa não lhe dá oportunidade, aí a solução é procurar outro emprego mesmo.

O emprego que para você é ruim para outra pessoa pode ser o ideal, depende de como você vê as coisas.

Existem maneiras diferente de enxergar a mesma coisa como na história dos dois pedreiros:

Dois pedreiros estavam assentando tijolos. Alguém que passava próximo do local perguntou a um deles:

- O que o senhor está fazendo?

- Estou levantando uma parede.

- E o senhor, o que está fazendo? – perguntou ao outro.

- Eu estou construindo uma Catedral.

Os dois eram pedreiros, utilizavam as mesmas ferramentas e o mesmo material para fazer a mesma obra. Um apenas assentava tijolos e erguia uma parede, enquanto o outro construía uma Catedral.

Na vida é exatamente a mesma coisa. Uns simplesmente vivem, outros sonham e outras vão atrás de transformar os sonhos em realidade.

Você gostaria de pagar mais caro ao usar o cartão de crédito?

pagar mais caro com cartão

Cartão de Crédito

Isso mesmo, pagar mais caro simplesmente por pagar a conta no cartão de crédito. Atualmente é proibido usar preços diferenciados para diferentes formas de pagamento. Isso é o que diz a Resolução 34/1989 que ainda está em vigor. Porém o Senado Federal já aprovou uma alteração que permite aos comerciantes a cobrança de preços diferenciados. Agora a alteração também precisa passar pela Câmara dos Deputados.

Mas o que mudaria com isso?

Hoje quando fazemos uma compra e parcelamos no cartão de crédito o preço deve ser o mesmo que pagaríamos caso a compra fosse paga a vista. O projeto prevê que os pagamentos à vista tenham desconto em relação ao pagamento realizado com cartão de crédito. Se você compra a vista é um preço e se paga no cartão é outro. Teoricamente seria vantajoso para o consumidor que poderia pagar menos pelo produto ou serviço adquirido. No entanto, muitas pessoas utilizam o cartão de crédito para praticamente tudo. Desde um lanche na padaria até um compra pequena no supermercado. Se o preço no cartão for mais caro, obviamente que muitas pessoas deixarão de realizar estas pequenas compras no cartão. Nas compras maiores o consumidor será obrigado a utilizar o cartão de crédito e pagar mais caro.

Se a alteração for apenas para o cartão de crédito já trará transtornos para o consumidor, mas se incluir as compras no cartão de débito aí então os consumidores terão que reaprender a utilizar o cartão. Os comerciantes pagam taxas para manter as máquinas de cartão em suas lojas e querem repassar este valor ao consumidor. Na minha opinião isto não é correto, pois os comércios que possuem máquinas de cartão levam vantagem em relação aos que não possuem, hoje em dia é comum ter um cartão de crédito ou de débito na carteira, o fato de não aceitar cartões pode ocasionar a não concretização da venda.

Outro fato que pode ser ocasionado se a alteração incluir os cartões de débito é o fato do consumidor se ver obrigado a andar com a carteira cheia de dinheiro como era antigamente. Obviamente que seria um retrocesso, hoje em dia praticamente tudo pode ser pago com a utilização de cartões. Eu mesmo sou um consumidor que raramente vou ao banco retirar dinheiro vivo, simplesmente porque não preciso.

Mesmo utilizando apenas cartões a violência já é grande, vemos frequentemente as famosas saidinhas de banco, neste caso são poucas pessoas que saem com dinheiro, mas se a alteração for aprovada isso poderá mudar e facilitar ainda mais a vida dos criminosos.

Torço para que isso não seja aprovado, como disse anteriormente seria um retrocesso.

Enade 2014 será realizado em 23 de Novembro

Exame Nacional de Desempenho de Estudantes

Enade 2014

Estudantes de nível superior devem fazer a prova do Enade que será realizada no dia 23 de novembro de 2014.

A Portaria Normativa nº 08/2014, definiu que o Enade 2014 destina-se às seguintes áreas: os acadêmicos que

  • conferem diploma de bacharel em Arquitetura e Urbanismo; Sistema de Informação; Engenharia Civil; Engenharia Elétrica; Engenharia de Computação; Engenharia de Controle e Automação; Engenharia Mecânica; Engenharia Química; Engenharia de Alimentos; Engenharia de Produção; Engenharia Ambiental; Engenharia Florestal; e Engenharia.
  • conferem diploma de bacharel ou licenciatura em Ciência da Computação; Ciências Biológicas; Ciências Sociais; Filosofia; Física; Geografia; História; Letras-Português; Matemática; e Química.
  • conferem diploma de licenciatura em Artes Visuais; Educação Física; Letras-Português e Espanhol; Letras-Português e Inglês; Música; e Pedagogia.
  • conferem diploma de tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas; Automação Industrial; Gestão da Produção Industrial; e Redes de Computadores.

O Enade é componente curricular obrigatório dos cursos de graduação, conforme determina a Lei do SINAES (nº. 10.861/2004). De acordo com a legislação, devem ser inscritos no Exame estudantes de todos os cursos de graduação, durante o primeiro (ingressantes) e último (concluintes) ano do curso. É importante destacar que no histórico escolar do estudante fica registrada a situação de regularidade em relação a essa obrigação. Ou seja, ficará atestada sua efetiva participação ou, quando for o caso, a dispensa oficial pelo Ministério da Educação, na forma estabelecida em regulamento.

A participação no Exame será atestada por meio da assinatura do estudante na Lista de Presença de sala e no cartão de respostas às questões objetivas da prova. É importante destacar que a Lista de Presença de sala será disponibilizada aos estudantes somente após (uma) hora do início de realização da prova. O não cumprimento das formalidades de identificação e registro de presença do estudante no Exame durante este período mínimo determina situação de irregularidade junto ao Enade 2014.

Os acadêmicos devem ficar atentos e conferir se estão na lista de inscritos ao Enade para não correrem o risco de perder a prova.

De 21/10/2014 a 23/11/2014 será o período para resposta eletrônica ao Questionário do Estudante e consulta ao local de prova.

Mais informações no Manual do Enade 2014

Fonte: http://portal.inep.gov.br/enade

Frota de veículos no Brasil dobrou em 10 anos

Veículos

Frota de veículos

A frota de automóveis no Brasil mais que dobrou nos últimos 10 anos, já a frota de motocicletas mais que quadruplicou neste mesmo período. Só automóveis já são mais de 40 milhões, motocicletas já são quase 20 milhões segundo dados do DENATRAN.

Se olharmos apenas o lado econômico, isso foi muito bom para o crescimento do comércio de veículos e mostra que o poder aquisitivo do brasileiro melhorou muito na última década. Principalmente com a facilidade em conseguir financiamentos para compra de veículos e incentivos do Governo com a redução de IPI.

Porém, quando olhamos para os congestionamentos nas grandes cidades, claramente percebemos que as cidades não se prepararam para esse aumento da frota. Dez anos atrás os congestionamentos eram notícia constante nos jornais e hoje não é diferente. As cidades não possuem infraestrutura para tanto carro e a péssima qualidade do transporte público obriga cada vez mais as pessoas a comprarem um veículo próprio aumentando cada vez mais o problema. Ou seja, o correto seria investir em transporte público de qualidade e em ciclovias.

A deficiência do transporte público ou até mesmo a sua inexistência pode explicar o fenômeno do crescimento do número de motocicletas no país. Quando analisamos a frota de veículos em algumas cidades percebemos que elas possuem uma frota compatível com a média nacional. Ou seja, mais automóveis do que motos. Ao verificarmos os dados de Curitiba Capital do Paraná, conhecida pela eficiência no transporte público, temos os seguintes dados. Aproximadamente 1 milhão de automóveis e pouco mais de 150 mil motocicletas ou motonetas. Agora observando uma pequena cidade que também tem transporte público que funciona, a cidade de União da Vitória-PR com pouco mais de 50 mil habitantes, tem pouco mais de 17 mil automóveis e pouco mais de 6 mil motocicletas e motonetas. Curitiba tem apenas 15% de motos se comparado aos automóveis e União da Vitória tem pouco mais de 35% de motos se comparado aos automóveis. (IBGE, 2013)

Agora comparamos uma cidade onde o transporte público é ineficiente. Alta Floresta-MT com aproximadamente 50 mil habitantes em maio de 2014 tinha 8.703 automóveis e mais de 20.000 entre motocicletas e motonetas. Até o ano de 2000 quando a cidade ainda tinha transporte coletivo que funcionava razoavelmente, a frota de automóveis era maior do que a de motocicletas. Hoje as motos já são mais que o dobro dos veículos.

Isso é o que acontece com praticamente todas as cidades onde não existe transporte público de qualidade. Existem mais motocicletas do que automóveis. Se o número de automóveis já impressiona, o número de motos é pior ainda. Um veículo leva até 5 passageiros, enquanto a motocicleta legalmente só pode levar duas pessoas. Uma coisa é certa, só com transporte público de qualidade e construção de ciclovias nas cidades é que o problema do congestionamento pode ser solucionado. Porém o que vemos é cada vez menos gente andando de bicicleta, principalmente pelo perigo de disputar espaço em meio aos veículos.

Você é viciado em redes sociais?

Vício em redes sociais

Redes sociais

Nós seres humanos temos vícios de todos os tipos e se tratando de redes sociais não seria diferente. Algumas pessoas não conseguem se controlar e sem perceber ficam viciadas em redes sociais também.

Isso pode prejudicar tanto a vida social e amorosa, quanto ao seu desempenho no trabalho pode ser pior ainda.

Mas como saber se você é um viciado em redes sociais, vamos ver alguns pontos que podem dizer se você é um deles. Como parâmetro vamos utilizar o Facebook que é a maior rede social da atualidade.

  • Ao ligar seu computador, tablet, notebook ou celular, a primeira coisa que você faz é acessar o Facebook para ver se tem alguma novidade;
  • Quando está trabalhando ou fazendo alguma coisa no computador fica o tempo todo logado no Facebook para ver as novidades;
  • Curte, comenta, ou compartilha tudo o que vê pela frente;
  • Não consegue ficar muito tempo sem acessar o Facebook;
  • Ficar nervoso quando por algum motivo não pode acessar a rede social;
  • Evita ir para lugares onde não é possível ter acesso a internet;
  • Mesmo quando tem visita ou simplesmente está conversando com alguém não consegue parar de olhar para o celular que está em sua mão e conectado;
  • Fica preocupado porque o tempo está passando e ainda não publicou nada hoje.

Essas são apenas algumas atitudes de pessoas viciadas. No trabalho algumas empresas costumam proibir o acesso ou limitar por algum tempo o acesso as redes sociais, no entanto, para pessoas que sabem os limites não precisa nada disso. Apenas para os viciados mesmo.